Um bom síndico ajuda um prédio de apartamentos ou condomínio se tornar um sucesso. Para os proprietários, um prédio de apartamentos é um investimento que só compensa se ​​os apartamentos estão ocupados. Um síndico que mantém tudo funcionando sem problemas e mantém o prédio bem cuidado fará a construção mais atraente para os inquilinos, o que aumenta a rentabilidade, ou tornará melhor a vida dentro daquele condomínio, já que o prédio estará sempre bem administrado.

Vamos entender um pouco esta função de síndico e onde ela pode te levar, caso você opte por se tornar o síndico de um prédio.

Funções de um síndico

Os deveres de um síndico envolvem as operações do dia -a-dia de um prédio. As atribuições exatas podem variar de acordo com as necessidades dos proprietários, mas muitas vezes incluem a gestão financeira, que envolve tanto saber quem está devendo quanto pagar as contas do edifício, impostos, folha de pagamento e utilitários, além de escolher a prioridade de reparos. Um gerente de construção poderá negociar a contratação de pessoal, comprar suprimento, equipamentos e escolher profissionais para reparos. Muitas vezes, também será o responsável por gerir conflitos entre residentes, como um intermediador de conflitos.

Desafios de um síndico

Quando surgem problemas, o síndico é a pessoa que deve ser buscada para soluções. Se os inquilinos/proprietários têm queixas ou precisam de reparos, o síndico lida com elas e os orienta a solução apropriada quando a responsabilidade de solucionar o problema não é do prédio, mas do morados. Se os inquilinos não está respeitando os termos do contrato de locação , o gerente tem que cuidar de que , também, mesmo que isso signifique o lançamento de um despejo. Um bom gerente vai colocar em um monte de tempo problemas antecipar inspecionando os fundamentos e construção , a fim de detectar possíveis problemas.

A vida difícil de um síndico

Pode parecer vantajoso não ter que pagar o condomínio e até ter um pró labore-mas ser síndico de um prédio não é uma vida calma nem de longe. (Foto: www.imoveisemribeiraopreto.com)

Obrigações de um síndico

Um gerente de edifício de apartamentos tem que obedecer a lei. Ela não pode discriminar entre os inquilinos/proprietários com base na raça, cor, religião, sexo , idade, deficiência, pentelhamento, enjoamento e tudo mais. Ele deve garantir que a propriedade esteja em conformidade com as normas locais de construção e outros regulamentos, bem como as regras federais, manter todo o equipamento de segurança (como extintores, portas corta fogo, mangueiras, corrimões etc) de acordo com padrões estabelecidos pelo corpo de bombeiros e defesa civil. Além disso, quando buscando por um serviço ou produto, o síndico tem a obrigação de pesquisar pelos menores preços possíveis para poder garantir os menores custos aos proprietários.

Características do trabalho de um síndico

Como síndico você deve esperar para passar muito tempo longe de uma vida calma verificando a manutenção, reuniões com grupos de inquilino (geralmente à noite) e inspecionando as instalações para os problemas. Os dias de trabalho são geralmente longos e alguns proprietários podem aparecer de madrugada no seu apartamento para poder tentar resolver problemas. Dificilmente você terá um condomínio onde as pessoas irão conversar umas com as outras para resolver problemas: elas quase sempre buscarão o síndico para a solução de problemas. Em alguns condomínios, eles estão contratando síndicos profissionais através de gestoras de condomínios para solução de problemas com maior eficiência. Quem está alugando um apartamento não pode, geralmente, ser um síndico ou se representar em uma reunião de condomínio.

Vale a pena ser o síndico de um prédio?

O pró-labore de um indico geralmente é abaixo de um salário mínimo. Outro benefício para síndicos é a isenção do pagamento do condomínio, às vezes em conjunto com o pró-labore. E é um dinheiro que você provavelmente não poderá contar por toda a sua vida, já que geralmente síndicos são eleitos anualmente (apesar da rotatividade ser baixa). O que você terá que pensar é: vai valer a pena todo o esforço e dor de cabeça para garantir uma boa gestão do seu condomínio? você assumir as rédeas pode parecer um bom caminho para resolver o que acha que está ruim, mas será mesmo isso?

Reflita, pense e compartilhe sua experiência nos comentários abaixo, principalmente se você é ou já foi síndico. Sua opinião será muito bem vinda!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)