Síndicos são responsáveis por fazer inspeções rotineiras em prédios de apartamentos, contratam trabalhadores de manutenção de terrenos e criam campanhas promocionais para atrair novos inquilinos. Os gerentes também elaboram contratos de locação, analisam orçamentos, verificam se todos os inquilinos estão seguindo regras complexas, tratam de reclamações e escrevem relatórios orçamentários. Esses profissionais podem precisar morar no local para responder a emergências em horários de folga ou serem profissionais contratados. Os síndicos trabalham em período integral e geralmente por longas horas durante a semana e nos finais de semana.

Quem pode ser síndico?

Em um condomínio, qualquer morador pode ser um síndico ou o condomínio pode ser administrado por um profissional contratado pelos condôminos. Pode haver uma designação em ata para a contratação de um síndico profissional ou casos em que o síndico é eleito pelos condôminos em eleição. De acordo com o Novo Código Civil, no Art. 1.347:

“A assembleia escolherá um síndico, que poderá não ser condômino, para administrar o condomínio, por prazo não superior a dois anos, o qual poderá renovar-se. “

Locatário pode ser síndico?

Legalmente, não há qualquer impedimento para que um inquilino assuma o cargo de síndico. Assim sendo, uma convenção que não contrarie leis municipais, estaduais ou federais, não pode haver obstáculos a um inquilino assumir o papel de síndico. Vejamos o Art. 1.356 do Novo Código Civil:

“Poderá haver no condomínio um conselho fiscal, composto de três membros, eleitos pela assembleia, por prazo não superior a dois anos, ao qual compete dar parecer sobre as contas do síndico.”

O inquilino também pode votar em assembleias em que o proprietário não comparecer, além de poder se candidatar para síndico, desde que tenha uma procuração, tal como estabelecido pelo artigo 24 da Lei dos Condomínios, em seu 4º parágrafo:

“Nas decisões da assembleia que envolvam despesas ordinárias do condomínio, o locatário poderá votar, caso o condômino-locador a ela não compareça.”

Síndico de condomínio

Qualquer um pode ser síndico do prédio, desde que sigam as regras específicas para poder assumir o cargo. (Foto: Annuaire Sites)

O que é ser síndico?

A maioria dos síndicos tem alguma formação e capacitação em contabilidade, administração de empresas,. Programas de bacharelado em gestão de propriedades podem proporcionar aos alunos alguns dos preparativos de carreira mais diretos. Para síndicos profissionais, um curso de administração de propriedades pode incluir manutenção, gestão financeira, desenvolvimento de propriedades, direito imobiliário e marketing, leis de leasing, conjuntos habitacionais e redação comercial. Os programas de graduação também podem ter oportunidades de estágio, permitindo que os estudantes adquiram experiência em gerenciamento de propriedades. Para quem está buscando se eleger para síndico, é bom se informar o máximo sobre esses assuntos antes de estar no cargo e durante seu cargo.

Uma dica para o sucesso: complete um programa de treinamento que dê algum certificado. Nem todos os programas de graduação em administração de propriedades fornecem informações suficientes relacionadas a ser síndico. Programas de certificado de graduação em gestão de propriedades muitas vezes podem ser concluídos em conjunto com outros programas que dão uma formação mais completa.

Como ser síndico com uma experiência de carreira?

Nem todos os cargos para síndico exigem que os candidatos tenham experiência anterior. No entanto, os complexos maiores exigem manutenção e gerenciamento financeiro significativos, portanto, os proprietários dessas propriedades podem preferir síndicos com vários anos de experiência comercial ou síndicos profissionais. Os graduados da faculdade podem construir experiência trabalhando como síndicos assistentes. Como assistentes, os trabalhadores podem encobrir gerentes de propriedade experientes e aprender as habilidades práticas necessárias para o trabalho.

Emprego e certificações para síndicos

Não é exigido licenciamento para síndicos, nem certificações, mas é recomendado se capacitar o máximo possível para exercer o cargo. Síndicos profissionais podem encontrar emprego diretamente com complexos de apartamentos. Existem também empresas de gestão de propriedades que funcionam como uma terceirização de vários serviços que caberiam a um síndico, como prestação de contas, manter a propriedade, etc.

Você é ou quer ser síndico? Que dicas tem para fazer a carreira?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)