Seguro residencial é, na verdade, um conjunto de diferentes categorias de cobertura, que se aplicam para várias situações. Na maioria dos seguros residenciais padrão, você estará coberto a danos externos e internos ao seu imóvel, bem como acidentes que ocorram em sua propriedade. Como um proprietário, é importante ter seguro contra danos não só para a própria residência, mas também para o conteúdo da casa se algo acontecer, como um incêndio ou inundação. Um seguro de responsabilidade civil para protegê-lo no caso de outra pessoa seja ferida ou a sua propriedade danificada em um acidente. Sem seguro, você pode acabar com uma ação judicial movida contra você. Adicionando cobertura de seguro de responsabilidade civil pode ser uma boa ideia.

Mas não é só nisso que um seguro residencial de ajuda. Vamos ver em detalhes.

Seguro residencial: como funciona?

Como um seguro tradicional, o seguro residencial irá te ressarcir ou consertar danos, bem como algumas despesas específicas. Juntamente ao seguro residencial, as seguradoras oferecem um tipo de serviço de assistência 24 horas, onde você pode acionar serviços como chaveiro, encanador, colocação de lona sobre laje/telhado, etc. A quantidade de serviços oferecidos varia de acordo com o prêmio do seguro, ou seja, o valor pago pelo seguro. Também variam os valores máximos dos serviços cobertos pelo seguro, e os valores a serem recebidos quando seu imóvel sofrer algum dano.

Seguro residencial para proteger seu imóvel

Um seguro residencial não é um custo. É um investimento na tranquilidade e garantia de que você terá o suporte e assistência quando mais precisar para seu imóvel. (Foto: carlosvinsurance.com)

Seguro residencial: danos à propriedade

Cobre danos à sua casa, como os danos causados por fogo, vento ou granizo. Geralmente, o custo dos reparos mais a franquia serão pagos quando a companhia de seguros determinar que o dano é coberto pelo seu seguro. Em algumas seguradoras, danos causados ​​por enchentes ou vendavais não está incluído, e você vai precisar para comprar a cobertura específica para cobrir danos causados ​​por esses desastres naturais. Muitas vezes, inclui também danos a eletrodomésticos e eletrônicos, mas devem constar no contrato.

Como esse seguro pode te ajudar? É a maior e mais importante cobertura de seguro, porque cobre qualquer coisa que envolva a sua habitação ou a estrutura física de sua casa. É muito difícil prever quando um imóvel será danificado por desastres naturais ou por conta do acaso. Portanto, esse seguro vai te ajudar a gerir o risco de perder seu imóvel de uma hora para outra. Não se esqueça de incluir cobertura contra roubos na apólice, pois ela entra na categoria de danos à propriedade.

Cuidados com a cobertura de danos à propriedade? Vazamentos de gás e infiltrações, geralmente, não são cobertos pelas seguradoras. Dedetização e mofo podem ser cobertos por algumas seguradoras. Danos por cupins raramente são cobertos em um seguro de danos a propriedade. Para segurar jóias e bens de valor, use um seguro específico para isso, ao invés de incluir na apólice do seguro de danos à propriedade.

Dica especial: Inclua outras estruturas do seu imóvel no seguro, tais como galpões, cercas, uma garagem separada, e qualquer estrutura que esteja separada da construção principal. Quando fizer obras, não esqueça de ligar para a seguradora para que eles mandem um vistoriador verificar as mudanças, e colocá-las no seguro. E limite o valor de cobertura para eletrônicos e eletrodomésticos. Geralmente, a cobertura é bem maior do que necessário, e é um custo extra que pode ser cortado.

 

 

Seguro residencial: despesas adicionais, incluindo responsabilidade civil, e despesas médicas

Cobre despesas que podem incorrer se você não é capaz de ficar no seu imóvel por um período de tempo, devido ao fato da residência estar danificada de forma a impossibilitar viver no local. Isso vale se o imóvel foi danificado e está agora em construção, ou se você não tem permissão para retornar ao área por ordem judicial, como em caso de incêndios ou interdição pela defesa civil. Aí, entra a cobertura de despesas médicas, e a responsabilidade civil, que cobre os custos legais de responsabilização a fatos ocorridos na residência.

Como esse seguro pode te ajudar? Imagine ter uma enchente que arranca paredes e barrancos perto da sua casa. Com essa cobertura de despesas adicionais, a seguradora vai cobrir uma moradia e refeições, enquanto você não pode retornar ao seu lar. É uma ajuda que funciona como um fundo de emergência financeiro para um dos maiores gastos no orçamento familiar: moradia. Imagine também a situação: um amiguinho do seu filho quebra o braço brincando no balanço da sua casa. Se os pais da criança resolvem te processar, o seguro de despesas adicionais cobrirá “quaisquer” custos.

Cuidados com a cobertura de despesas adicionais? A companhia de seguros pagará um valor razoável para a habitação temporária e despesas adicionais. Avalie com a seguradora se a cobertura do seguro possibilita que você possa morar, temporariamente, em uma residência com cômodos e tamanho semelhante.

 

Dica especial: Vale fazer um seguro de vida e/ou seguro de renda para dar uma garantia extra, e reduzir os custos do seguro residencial pelas despesas adicionais. Um seguro de vida e/ou de renda podem cobrir as emergências financeiras, e ficarem mais baratos do que acrescentar as despesas adicionais em uma apólice de seguro residencial.

Seguro residencial: assistência 24 horas

Acredito que essa seja a melhor parte da cobertura de um seguro residencial. São assistências emergenciais para problemas hidráulicos, chaveiro 24 horas, cobertura de lona para danos em telhas e telhados. Tem também cobertura de pintor, marceneiro, pedreiro, eletricista, conserto de eletrodomésticos, limpeza na residência, mudança, segurança para a residência. A lista de possíveis serviços é enorme, mas lembre-se que quanto maior a quantidade de serviços cobertos, mais caro será o seguro.

Como esse seguro pode te ajudar? Dando um passeio rápido pelos sites do seguro residencial Tokio Marine, e do seguro residencial CAIXA, vi assistências que sequer conhecia. Já tive de acionar a assistência 24 horas do meu seguro algumas vezes para serviços hidráulicos e de lona, e o seguro cobriu inteiramente ou grande parte do valor da assistência.

Cuidados com a cobertura de assistência 24 horas? Há um limite de vezes em que um dado serviço pode ser acionado na assistência 24 horas, bem como o valor máximo que a seguradora pagará por cada vez ou serviço que for acionado. Os serviços são, num geral, mais caros do que quando pedidos “por fora”, mas em emergências, pode ser tudo que você precisa.

Dica especial: Visite o site dos seguros residenciais de diferentes seguradoras. Quando assinar com uma delas, tenha o manual do seguro residencial por perto, para saber quais assistências você pode pedir. Só escrevendo este artigo, já vi umas 4 assistências 24 horas que eu poderia ter acionado e poupado um bom dinheiro.

Queremos ouvir também sua opinião. Você acha o seguro residencial necessário? Tem algum seguro residencial? Lembramos aos nossos leitores que vocês não precisam ter um seguro residencial com o banco que financia o imóvel de vocês: podem procurar, pesquisar, e comparar no mercado!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)