Ao selecionar um lugar para viver, você vai querer se sentir seguro em sua nova casa e vizinhança. E questões de segurança não envolvem apenas criminalidade.

A iluminação em áreas de estacionamento, entradas e passarelas, a cobertura de redes de celular, o acesso a serviços de emergência e distância de hospitais. Todos esses elementos são cruciais na análise da segurança de um bairro.

Os bairros mais seguros: como encontrar?

As seguintes perguntas ajudam na procura do bairro mais seguro

  • Quão segura é a área? Criminalidade no bairro?
  • Quão segura é a casa ou prédio?
  • O bairro/casa/prédio estão bem equipados para evitar um incêndio?
  • O prédio ou casa tem rotas de fuga de incêndio bem marcadas?

Perceba que em um mesmo bairro, você pode ter altos índices de criminalidade, e um prédio ou casa ser muito seguro. Condomínios fechados, por exemplo, podem estar dentro de bairros considerados inseguros, e serem extremamente seguros. Na hora de pesar os critérios abaixo, é que você vai comparar a segurança do imóvel com dos arredores, para encontrar o melhor equilíbrio para suas necessidades.

Melhores bairros para se morar: considerações sobre a segurança

O transporte é o primeiro critério de segurança para analisar em um bairro. Andar a pé ou de ônibus é geralmente mais inseguro, mesmo que seja andar a pé até o estacionamento do seu carro. Até a distância a um mercado/padaria devem ser considerados: quanto mais distante, mais tempo de transporte, e menos segurança.

Você pode considerar verificar com a polícia local sobre a criminalidade onde você está pensando em morar. Pergunte às pessoas que vivem nas proximidades também. Procure evidências de vandalismo em torno da casa ou prédio. Pesquise no jornal local para relatórios de crimes na área.

Faça um passeio acompanhado na região, à noite, e de carro. Veja como são as praças e calçadas do local, veja a iluminação e movimentação.

Visite a área durante o horário comercial, tanto no começo da manhã quanto fim de tarde. Converse com vizinhos, e procure saber relatos de crimes, furtos, roubos, entre outros. Veja como fica o tráfego na região.

Quanto mais informações, melhor para poder analisar e filtrar a região para informações detalhadas sobre segurança.

Como escolher um bairro seguro

Para um bairro seguro, não é apenas a criminalidade que conta. Proximidade de serviços essenciais, como hospitais e supermercados, são também cruciais para passar uma maior sensação de tranquilidade aos moradores do local. (Foto: www.bluespringsgov.com)

Segurança de prédios e casas em um bairro

Assim como a segurança da vizinhança, a segurança das casas e prédios na região são igualmente importantes para um bairro mais seguro. Isso significa casas e construções com cercas elétricas, alarmes, grades e portões, vigias noturnos, iluminação em postes e praças, etc. Apesar de parecer que um bairro onde todas as casas tenham recursos de segurança é mais inseguro, pode indicar o contrário, pois os possíveis criminosos, tendo em vista a dificuldade em assaltar casas e cidadãos nesses bairros, vão preferir buscar lugares mais fáceis de roubar. Mesmo as seguranças mais simples em casas e apartamentos, como temporizadores de iluminação, podem deixar um bairro muito mais seguro.

Utilidades públicas e infraestrutura de um bairro seguro

A distância de hospitais e postos de saúde é um critério importantíssimo, principalmente em grandes centros, onde engarrafamentos podem atrapalhar o percurso de uma ambulância. Um bairro seguro, preferencialmente, deve estar a não mais do que 10 minutos de um hospital ou posto de saúde.

Ao mesmo tempo, a infraestrutura de um bairro seguro também envolve construções para prevenir enchentes, bocas de lobo desentupidas, água e esgoto para todas as residências do bairro. A limpeza do bairro deve ser considerada, bem como a estrutura de limpeza e cuidados com lotes vagos.

Lojas, lanchonetes, e pontos de parada para transporte público são também bons elementos de infraestrutura, apesar de poder influenciar negativamente na questão da segurança, devido ao grande movimento. Mas esse mesmo movimento pode ser bom para a segurança. É necessário cruzar dados de criminalidade do bairro com o movimento do bairro, para saber qual é o impacto.

Segurança contra incêndios e descargas elétricas no bairro

Criminalidade baixa torna um bairro mais seguro. Redes elétricas antigas, canos de distribuição de gás que não recebem manutenção apropriada, casas abandonadas. Esses elementos dão um ar de insegurança a qualquer bairro. Não pela criminalidade, e sim pelo risco constante de incêndios, desabamentos, explosões. Portanto, na hora de escolher um bairro seguro, lembre-se de ver se há hidrantes na rua do bairro, qual a distância do corpo de bombeiros até o local, qual o estado de conservação dos fios e postes no bairro, se a distribuição de gás enganado recebe a manutenção apropriada. Veja isso o quanto antes, para depois não se arrepender e escolher um bairro inseguro para você e sua família.

Praças e espaços públicos do bairro

Veja quem frequenta, e como é o público durante todo o dia. Nestes espaços, muitas vezes, há a concentração de pessoas suspeitas. Agora, se o espaço parece ser bem familiar, preservado, e com uma boa infraestrutura, é um ótimo sinal para um bairro seguro.

Quais outras questões você acha importante em um bairro seguro? Como você escolher seu bairro para morar?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)