Você deve sempre fazer a impermeabilização do piso seu imóvel. Seja usando um impermeabilizante para o piso externo, um impermeabilizante para o concreto ou qualquer outra opção, você precisa garantir que seu piso proporcione uma drenagem adequada da água e impeça que ela se acumule por baixo da cerâmica, do laminado, madeira, ou qualquer outro piso que você use. Inclusive, o uso do impermeabilizante correto também impedirá que a água infiltre pela estrutura de seu imóvel, o que pode resultar em danos muito caros para reparo.

Informações importantes sobre a impermeabilização do piso

Quem vai fazer um piso novo, deve fazer todas as camadas do piso com misturas impermeabilizantes e uma drenagem adequada. Sempre peça a quem estiver fazendo o serviço para testar a inclinação do contrapiso e do piso na sua frente, além de fazer testes com água para ver o caimento. Nenhum impermeabilizante é 100% infalível e é mais seguro que todas as camadas do piso sejam feitas com uma mistura impermeabilizante.

Os que vão impermeabilizar um piso existente, sem problemas com infiltrações e acúmulo de água, terão uma vida mais tranquila. Geralmente, basta remover os azulejos ou laminados, e fazer um contrapiso com o impermeabilizante adequado.

Para quem quer impermeabilizar um piso com problemas de infiltrações, não adianta achar que você pode remover só um azulejo que está apresentando sinais de infiltração e achar que o problema será resolvido ali. A umidade é um sintoma, e não todo o problema. Se o seu piso tem uma impermeabilização imprópria e está apresentando sinais de umidade, é hora de trocar tudo e refazer o serviço. Refazer uma parte só vai postergar uma substituição completa no futuro. Estou fazendo a troca de todo o piso da cobertura do meu apartamento por problemas com caimento e infiltrações, e a cada parte removida eu descubro mais coisas erradas para corrigir antes da impermeabilização.

Espalhando o impermeabilizante flexível

Na foto, o homem está aplicando um impermeabilizante fo tipo flexível. Perceba que o ponto onde a parede se conecta ao piso é também coberto pelo impermeabilizante. (Foto: www.trowelfx.com)

Como preparar o piso para ser impermeabilizado?

Você precisa limpar a “base” para o piso. Isso significa remover toda a sujeira com uma vassoura, uma lavadora de pressão, e/ou um aspirador de pó industrial. Você também deve corrigir a base do piso, geralmente de concreto, preenchendo todas as rachaduras corretamente. O piso base não pode ser completamente liso, pois o contrapiso não irá aderir corretamente. Uma lixadeira de piso de concreto pode ser usada para criar a aspereza, caso seu concreto ou cimento base seja muito liso. Se você estiver impermeabilizando um piso já existente, todo o piso e contrapiso devem ser removidos antes de começar o preparo.

A importância do contrapiso

Não importa o tipo de piso que você vai utilizar: o contrapiso é mais importante. Ele é a base onde o seu piso será assentado, e é também a camada do piso responsável pelo caimento adequado, ou seja, a inclinação para que a água saia pelo seu sistema de drenagem. Use um contrapiso que já seja impermeabilizante, além de ter uma flexibilidade de expansão que não vai rachar seu piso assentado ou que vá rachar com a expansão e contração natural do concreto. É muito importante ver essa “elasticidade” do material a ser usado no contrapiso antes de aplicar, pois as rachaduras vão aparecer e você só as verá quando seus azulejos estiverem ocos ou estufados.

Tipos de sistemas de impermeabilização

Existem basicamente dois tipos de sistemas de impermeabilização: rígidos e flexíveis.

Impermeabilizantes rígidos – Argamassa, pisos de concreto, fundações, etc. São incorporados à estrutura base, se tornando uma parte dela.

Impermeabilizantes flexíveis – Manta asfáltica, tintas, etc. Se adaptam à estrutura onde são aplicadas, movendo-se e se adaptando à plasticidade do material base.

Qual o tipo de impermeabilizante devo usar para o meu piso?

Hidrofugantes – Para superfícies minerais, como tijolos, concreto, cerâmica porosa, pedras. Deve ser aplicado diretamente à superfície. Mais adequado quando aplicado sobre o piso após ele ser assentado, para garantir a repelência da água. É um impermeabilizante do tipo flexível.

Argamassa Impermeabilizante, Cimentos poliméricos, Cristalizantes, Resinas epóxi – Piscinas, banheiros, cozinhas, áreas de serviço, lavanderia, subsolos, reservatórios, áreas úmidas em geral. Deve ser usada tanto na fixação dos tijolos quanto na base para o piso. É um impermeabilizante do tipo rígido.

Emulsão Acrílica – Lajes, marquises e partes da casa expostos à ação da chuva. Geralmente aplicada em conjunto a um véu de poliéster. É um impermeabilizante do tipo flexível.

Manta Asfáltica, de PEAD, PVC e EPDM – Jardineiras, floreiras, piscinas, banheiros, cozinhas, áreas de serviço, lavanderias, reservatórios, caixas d’água e áreas úmidas. É um impermeabilizante do tipo flexível.

Emulsão Asfáltica, Membrana de poliuretano, Poliureia, Resinas – Lajes, terraços, banheiros, cozinhas, áreas de serviço, lavanderias, áreas úmidas em geral, superfícies de madeira. É um impermeabilizante do tipo flexível.

Calafetador – Vedação de caixilhos, rejuntes, etc. É um impermeabilizante do tipo flexível.

Hidrorrepelente – Superfícies minerais, pedras, tijolos, concreto, cerâmica porosa, etc. É um impermeabilizante do tipo flexível.

Rejunte – Para “colar” os azulejos entre si. é necessário fazer o rejunte entre azulejos e pisos de materiais semelhantes para impedir a infiltração de água.

Qual o melhor tipo de impermeabilização?

Consulte um engenheiro ou arquiteto, mesmo que seja só para começar a fazer uma reforma na casa. Todos os materiais acima podem ser apropriados para impermeabilizar seu piso, mas o arquiteto e/ou engenheiro são os profissionais que devem ser procurados para recomendar o material correto de acordo com seu projeto. O ideal é já fazer uma camada de contrapiso com impermeabilizante rígido e sobre essa camada, fazer mais uma camada de impermeabilizante flexível. Lembre-se que nem todo impermeabilizante flexível aceitará o assentamento de azulejos. Aplique o rejunte antes de fazer uma camada hidrorrepelente ou hidrofugante.

Compartilhe nos comentários sua experiência com impermeabilizantes, e qual sua opinião sobre os melhores e piores sistemas de impermeabilização.

4 comentários para “Impermeabilização de pisos: tipos, preços e como fazer!”

  1. Juliana Martins

    Bom dia. Fiz um contrapiso e preciso eliminar a infiltração qual seria o melhor material a se utilizado. Lembrando que pretendo colocar um porcelanato em cima do material aplicado, por favor me ajude.

    Responder
    • Equipe 2 Quartos

      É uma área molhada ou seca, Juliana?

      Responder
  2. Evandro Bartoccini

    Bom dia tenho uma area coberta em cima da casa onde fiz a lavandeira e area do churrasco por conta das maquinas de lavar roupa ocorre uma infiltração esta area esta com piso anti derrapante. Tenho que remover todo o piso ou posso aplicar um produto impermeabilizante direto no piso?

    Responder
    • Equipe 2 Quartos

      Depende muito da situação do piso atual e da infiltração.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)