Fazer um contrapiso não precisa ser algo impossível de fazer. Você mesmo pode realizar o trabalho ou pelo menos aprender a fazer a inspeção apropriada do serviço realizado por um pedreiro. Vamos mostrar como fazer esse serviço sem muita dificuldade.

Como fazer um contrapiso: ferramentas e materiais

Para fazer o trabalho de contrapiso, são necessárias as ferramentas certas e os materiais.

Brocha

Desempenadeira

Agitador/misturador

Bloco de lixa

Joelheiras ou proteções para os joelhos

Cola branca

Régua de alumínio

Selante

Composto de nivelamento

Aspirador

Vassoura

Pá de lixo

Peças de madeira

Enxada

Colher para cimento

Superfície para o preparo da massa para o contrapiso

Cimento

Areia

Material para dar liga no cimento

Fazer contrapiso: compreendendo a utilidade

Um contrapiso fornece a base para um revestimento de piso. Ele é aplicado sobre a estrutura do piso principal, embora em alguns casos o próprio piso possa fornecer a base necessária para o revestimento do piso. Os contrapisos mais comuns são feitos de cimento ou de um composto autonivelante, o que pode ser uma opção bem melhor e mais fácil de fazer. É um piso que estará nivelado, ou seja, reto, facilitando assim a instalação correta de azulejos ou outros tipos de piso.

Sub-base ou falso piso

Uma sub-base flutuante é um piso que, na verdade, nunca toca em cimento por baixo. Ele “flutua” ou repousa sobre uma camada impermeável. Isso pode ser feito de vários materiais, incluindo polietileno, plástico, manta asfáltica ou isopor, combinados ou não com uma camada de proteção acústica, como carvão. A sub-base existe para criar uma lacuna cheia de ar entre o concreto abaixo e o contrapiso, que ajudará a isolar o chão e manter o cômodo mais quente. Além disso, a sub-base é sempre um material à prova d’água que irá criar uma barreira à prova d’água

Como fazer contrapiso passo a passo?

Agora que você já tem as ferramentas, compreende a utilidade do contrapiso, é hora de começar a construção.

Passo 1: Inspecione o piso de cimento

A primeira coisa que você deve fazer é preparar o piso de cimento para a instalação. Verifique o chão em busca de rachaduras, excesso de umidade ou buracos. Se você encontrar algum desses problemas, investigue e pesquise mais antes de continuar com este processo. Por exemplo, se você encontrar rachaduras, você deve verificar a fundação de sua casa, porque o problema pode estar na forma como a laje de cimento abaixo de sua casa foi colocado.

Trate o piso de cimento com um selante antes da instalação, se você achar que seu piso parece úmido, molhado, ou que ele coleta umidade. Se você não tratou seu piso anteriormente com selante, você deve ir em frente e fazer isso como uma medida de precaução de qualquer maneira, pois o selante criará uma barreira mais impermeável para o piso e ajudará a proteger o contrapiso. Se você achar que seu piso tem afundamentos ou não está nivelado, você deve nivelar o piso adequadamente usando um composto de nivelamento. Siga às instruções dos fabricantes tanto para a aplicação do selante quanto para a aplicação do composto autonivelante.

Contrapiso

Você pode fazer o contrapiso da maneira tradicional, mais demorada, e que tem mais chances de dar errado, ou pode usar novas tecnologias como o contrapiso autonivelante. (Foto: YouTube)

Passo 2: Preparando o contrapiso

Em seguida, você deve certificar-se de que o piso esteja limpo, aspirando e varrendo para remover qualquer sujeira, terra ou detritos. Use uma lavadora de alta pressão, se possível, para remover toda a sujeira do ambiente. Com o auxílio de um nível a laser ou mangueira de nível, faça a marcação do piso. Dependendo do local, será necessária alguma inclinação. O vídeo abaixo explica muito bem essa marcação:

Caso não tenha entendido, vamos explicar: pegue a mangueira de nível e faça a união das pontas, deixando o restante no chão. Encha a mangueira com água até falta 20 cm para que transborde. Estique a mangueira suavemente com as pontas para cima até não tocar no chão e espere as bolhas de ar saírem da mangueira. Segurando a mangueira perto da parede em um dos cantos, marque o ponto onde está a água com um lápis de padreiro. Leve a outra ponta da mangueira até o lado que deseja igualar. segure a mangueira contra a parede e peça para outra pessoa segurar a outra ponta com o nível da água no mesmo lugar que você marcou na parede. Na ponta que você está segurando, marque na parede o nível da água. Faça a medição 3 vezes para garantir que está correta. Marque esse nível nas 4 paredes do cômodo e/ou nos 4 cantos. Meça até o chão a partir do nível marcado e coloque um prego na parede no mesmo ponto.

Passo 3: Planejando a instalação do contrapiso

O melhor projeto é um projeto bem planejado e o planejamento é fácil de realizar neste caso. Planeje começar no canto oposto de onde você precisará sair. Comece colocando sua primeira linha de sub-base começando no canto mais distante da sala. Você quer colocar o primeiro pedaço de contrapiso com dois lados alinhados contra a parede e recuado para o canto. Você quer colocar as seções de piso subsequentes em uma fileira até a parede oposta para completar toda uma primeira fileira e seguindo a linha que está nivelando os lados. Comece a preparar a massa para o contrapiso, sendo 3 latas de areia para 1 de cimento. Adicione a substância que dá liga de acordo com a quantidade recomendada pelo fabricante. Adicione água até obter uma “farofa” não muito úmida. Com uma brocha, umedeça o canto onde você vai começar a colocar o piso. Polvilhe esse canto com cimento. Faça o mesmo com a fileira de cerca de 40 cm de largura até a parede oposta. Use uma vassoura para espalhar esse cimento e formar uma nata, que vai garantir a fixação do cimento no concreto.

Passe uma corda ou fio pelo prego na parede e amarre na outra extremidade, no mesmo ponto. Faça uma cruz com essas cordas. Use pequena quantidade de cimento com um pedaço de madeira ou azulejo no topo, e o azulejo deve encostar na parte inferior da corda bem próximo da parede. A altura da madeira e da massa tem de possuir a mesma espessura que você quer para o contrapiso, ou seja, a altura do prego. Faça 3 taliscas, sendo 1 próxima da parede, 1 no meio do cômodo, e 1 no lado oposto. Faça 3 vezes isso em 3 linhas diferentes. Quanto mais taliscas, mais nivelado ficará seu piso. Lembrando que se você quiser um desnível no contrapiso, precisará colocar pontos mais altos e ir baixando esses pontos para um ponto mais baixo. Em outras palavras, os pontos mais distantes do ponto mais baixo serão mais grossos ou mais altos, os pontos mais baixos serão mais finos com a massa.

Agora que está tudo nivelado e pronto, é hora de distribuir a argamassa.

Passo 4: Instalação do contrapiso

Coloque o primeiro balde de contrapiso no canto mais distante do chão com 2 lados nivelados às paredes circunvizinhas. Vá colocando ao lado do primeiro e nivelando com as taliscas, usando um compactador manual. Se você achar que sua linha não está nivelada, coloque mais argamassa ou remova o excesso. Compacte bem o contrapiso e deixe o mais reto possível. Depois de fazer a primeira linha, use uma régua de alumínio para deixar a superfície o mais reto possível (isso se chama sarrafear). Depois, com uma desempenadeira, molhe a desempenadeira e passe por cima do cimento. O objetivo não é deixar o contrapiso completamente liso mas sim, reto o suficiente, mas com imperfeições para que a argamassa do piso que vai cobrir possa se fixar com facilidade.

Contrapiso

O contrapiso autonivelante pode sair um pouco mais caro mas vale cada centavo de investimento. (Foto: YouTube)

À medida que você continua a instalação, você pode seguir estas mesmas etapas. Conforme você prossegue, você deve ir verificando o nível. É melhor fazer todo o serviço em um só dia, mas você pode separar em etapas. Ao trabalhar, use um nível e fique atento ao ajuste entre as peças e as linhas, principalmente se o objetivo é deixar o contrapiso completamente reto. Após passado o tempo de cura do contrapiso (geralmente 7 dias), o piso pode ser instalado.

Colocando contrapiso em uma base de concreto

O composto autonivelante é um produto à base de látex que fornece um contrapiso muito liso. É necessário apenas se um piso de concreto estiver em más condições. Apesar do nome, alguma suavização é necessária para a melhor superfície, mas é um processo muito mais simples.

Preparando a Superfície

Limpe bem o chão. Não deite compostos sobre quaisquer produtos residuais de uma cobertura anterior. Marque os níveis assim como fez com o contrapiso tradicional. Faça também o selamento do concreto.

Misturando o Composto

Use um balde impecavelmente limpo, porque qualquer impureza afetará a integridade da mistura e use um agitador para misturar lentamente, para evitar a introdução de muito ar. O composto autonivelante é ajustado com relativa rapidez e permanecerá funcional por no máximo 30 minutos. Siga as etapas mostradas para uma carga de balde e imediatamente misture e coloque o próximo balde enquanto a borda molhada ainda estiver escorrendo. A cobertura de um saco de composto depende de quão espesso ele é colocado.

Bloqueie o limite do composto com pedaços de madeira. Use uma espátula de reboco para espalhar o composto uniformemente pela superfície, removendo quaisquer picos e redistribuindo-o em áreas mais baixas. A profundidade do composto é de 3 mm. Use um rolo quebra-bolhas para remover o ar preso do composto. Faça limites de madeira com o composto para evitar ele vazar para onde não deve, como portas. Complete o contrapiso até a altura demarcada pelos seus níveis nas paredes. Nesse caso, ele pode ser mais fino, mas pode ser necessário “engrossar” o contrapiso devido a desnivelamentos. Você pode fazer em etapas, mas lembre-se de bloquear o composto nos pontos para que ele não se espalhe demais.

Deixe o composto secar durante a noite antes de caminhar sobre ele. Em seguida, use uma lixa de grau médio para remover as cristas deixadas pela espátula.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)