O que é área privativa? E área útil?

Escrito na categoria "Construir e reformar" por André M. Coelho.

A medição precisa da área é uma etapa vital na avaliação, classificação e comercialização de propriedades. Além disso, é essencial para que você entenda o que precisa para você e sua família.

Quando falamos de área de imóveis, a mais importante é a área privativa. Vamos explicar o que significa e como é feita esta medição.

O que é área útil, área privativa, e outras medidas de imóveis?

A medição de área é o meio de determinar o tamanho de uma construção ou lote de terreno e é o ponto de partida para qualquer negociação imobiliária.

É essencial que ambas as partes cheguem a um acordo prévio com base no qual o imóvel em questão será medido.

Duas métricas padrão são usadas na medição de área: área interna bruta, conhecida também como área privativa, e área interna líquida, conhecida como área útil.

O que é área privativa ou área interna bruta?

Para o cálculo da área interna bruta de uma propriedade, as medições são feitas em cada nível de piso, até as paredes do perímetro interno. Isso pode incluir:

Áreas ocupadas por paredes internas e divisórias

Colunas

Piers

Espaços de chaminés

Escadas

Poços elevatórios

Dutos verticais

Outras projeções internas

Exclusões comuns para área interna bruta incluem:

Varandas abertas e saídas de incêndio

Copas menores

Áreas com menos de 1,5 m de pé direito (exceto sob as escadas)

A área privativa de imóvel

O imóvel tem como área privativa a parte interna total do imóvel. (Foto: Pinterest)

O que é área útil ou área interna líquida de imóvel?

A área interna líquida ou área útil é o espaço útil dentro de um edifício. As medições são feitas até a face interna das paredes do perímetro em cada nível de piso – mas o mais importante, apenas as áreas que podem ser usadas para uma finalidade específica são levadas em consideração. A área interna da rede pode incluir:

Contorno de perímetro, moldagem ou entroncamento

Unidades embutidas ou armários em áreas úteis

Cozinhas

Halls de entrada e corredores

Vários fatores são excluídos das pesquisas de área interna, incluindo:

Sanitários

Salas de plantas

Poços de escada e elevador

Quaisquer áreas controladas por autoridades externas

Paredes estruturais internas

Espaços ocupados por aparelhos permanentes de ar condicionado, aquecimento ou resfriamento

Áreas com menos de 1,5 m de altura livre (devem ser excluídas e mostradas separadamente)

Como ver as medições de um apartamento?

Uma empresa de engenharia de qualidade produz planos e relatórios independentes para todas as áreas possíveis de um imóvel. Uma empresa de qualidade pode fornecer a você:

Áreas de piso precisas – mesmo para layouts de edifícios complexos

Cálculos de volume de construção

Plantas baixas 2D, codificadas por cores de acordo com os tipos de uso da sala

Relatórios e cálculos da área do piso

Área útil e área privativa separadamente

Planejar e relatar arquivamento e gerenciamento

Por que é importante medir o imóvel?

Você deve se preocupar com a metragem quadrada da sua casa antes de tomar qualquer decisão financeira. Antes de comprar ou vender qualquer casa, pergunte ao seu agente sobre a metragem quadrada. Vivemos em um mundo de preços por metro quadrado e, especialmente no mercado de hoje, cada metro quadrado é importante.

Se eles não sabem a resposta, eles podem descobrir.

Se eles tentarem evitar a questão da metragem quadrada e disserem que o tamanho da casa realmente não importa – encontre um novo agente.

Não deve ser um assunto desconhecido para um profissional licenciado. Os fatos são claros como cristal. O “tamanho” influencia o valor de uma casa. É assim que o sistema funciona. Custa mais para construí-lo, custa mais para comprá-lo (é claro, misturado com alguns “depende”. Por enquanto, valorizamos imóveis com base na mentalidade de “preço por metro quadrado”.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

A mãe de André sempre gostou de fazer reformas na casa que tem em um sítio. André aprendeu com ela, e quando comprou seu apartamento, começou a projetar, reformar, e adaptar diversas coisas que não gostava. Como síndico do prédio, convenceu os moradores a trocar a rede elétrica da década de 70, trocar os extintores por modelos mais seguros, e adaptar as escadas do prédio com corrimões mais seguros. Hoje está com um projeto de um imóvel na zona rural, compartilhando no site 2 Quartos tudo que vai aprendendo sobre reformas, construção, e mercado imobiliário.

Deixe um comentário