O que é área construída?

Escrito na categoria "Construir e reformar" por André M. Coelho.

A área construída de um projeto é usada para medir e estimar os custos relacionados com a construção de um edifício qualquer. A área de construção de um edifício é importante não apenas para controlar os custos, mas também para projetar acessórios padrão e outras propriedades físicas encontradas na maioria das estruturas residenciais e comerciais. Saber o tamanho e o layout dos projetos de construção com antecedência também pode ajudar os construtores a avaliar as necessidades de consumo de energia e melhorar a eficiência energética do edifício.

O que é considerado area construída?

O piso ou a área de construção podem ser divididos em diferentes categorias.

A metragem quadrada bruta, que é a área total da construção, soma todas as áreas de todos os andares de um edifício. Isso inclui a área de superfície e a espessura das paredes externas, áreas escavadas do subsolo e varandas internas e externas. A metragem quadrada bruta compreende a metragem quadrada utilizável líquida e a metragem quadrada estrutural.

Metros quadrados utilizáveis ​​referem-se especificamente a pisos usados ​​por ocupantes ou equipamentos. Metros quadrados estruturais medem a área total do piso dedicada ao uso de não ocupantes. Exemplos de área de piso estrutural são paredes externas, paredes corta-fogo, divisórias permanentes e áreas em sótãos e porões.

A área construída também é definida pela NBR 1272:2006 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) como: “a área total coberta de uma edificação, o que inclui a área de projeção do telhado da edificação”.

Nota: diferentes municípios podem ter diferentes definições para a área construída. Verifique a legislação do município onde está sendo executado o projeto para não ter problemas.

Área construída

Uma área construída é toda a área de um lote que tem algum tipo de construção. (Foto: WEG)

Escada conta como área construída? Piscinas? E outras áreas?

As leis de zoneamento locais variam entre os municípios e podem excluir certos elementos de construção nos cálculos da área de construção. Por exemplo, uma cidade específica pode excluir áreas que incluem elevadores e anteparas de escadas, tanques de água acessórios e torres de resfriamento, terraços, degraus externos e varandas abertas sem telhado das plantas baixas de construção. Por outro lado, pisos de porões e sótãos; varandas internas e mezaninos; e telhados de garagem podem ser incluídos nas medidas totais de metros brutos para a área de construção.

Na maioria das cidades, a escada conta como área construída porque está coberta. Porém, novamente, verifique a legislação da sua cidade para não ter problemas. Piscinas também não contam como área construída, mas se forem cobertas, podem contar. Em outras palavras: vai depender da legislação do município.

Significado de área construída na prática

Os construtores dividem os projetos de construção em diferentes componentes ou elementos estruturais, que podem ser filtrados em uma análise de custo.

Por exemplo, a área do piso de construção pode ser dividida em estrutura, fundações e parede cortina. Esses elementos são divididos em subelementos, como porões, lajes do piso térreo, estruturas e telhados.

Além disso, as regras de medição categorizam elementos para calcular a área do piso de construção e estimar os custos.

Honorários de consultores, móveis, equipamentos e outros custos não estruturais também estão incluídos no modelo de custo para projetos de construção.

Como medir a área construída?

Ferramentas como plantas baixas são muito úteis para descobrir a área de construção. Medir “fora do plano” envolve o uso de plantas baixas desenhadas em escala e desenhos arquitetônicos. Além disso, existem órgãos internacionais que oferecem diferentes padrões de medição e metodologias para calcular o tamanho de espaços comerciais, como shopping centers. Isso inclui a área bruta de construção, a área bruta externa e a área bruta locável.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

A mãe de André sempre gostou de fazer reformas na casa que tem em um sítio. André aprendeu com ela, e quando comprou seu apartamento, começou a projetar, reformar, e adaptar diversas coisas que não gostava. Como síndico do prédio, convenceu os moradores a trocar a rede elétrica da década de 70, trocar os extintores por modelos mais seguros, e adaptar as escadas do prédio com corrimões mais seguros. Hoje está com um projeto de um imóvel na zona rural, compartilhando no site 2 Quartos tudo que vai aprendendo sobre reformas, construção, e mercado imobiliário.

Deixe um comentário