Rodapés não são apenas itens decorativos na sua parede. Eles exercem a função de proteger a base da sua parede contra umidade, contra as cerdas de vassouras, e contra o pé dos mais descuidados.

Fabricados nos mais diversos materiais, os rodapés existem para os mais diversos tipos de decoração. O design pode também ser escolhido de acordo com a decoração da sua residência, criando um detalhe pequeno, mas importante, na decoração da casa.

Os tipos mais comuns de rodapés, as vantagens e desvantagens de cada um, reunimos após conversar com arquitetos e vendedores de lojas de materiais de construção.

Rodapés de MDF

Esse tipo de rodapé é barato e muito fácil de encontrar. Pode ser encontrado em formato “bruto”, sem detalhamento, ou já moldado na forma definitiva. O rodapé de MDF tem boa durabilidade, e não deforma ou incha. Seu uso ideal é para áreas secas da residência, e onde não há muito trânsito, como quartos e escritórios.

Idealmente, deve receber acabamento em verniz e tinta, ou pode ter um laminado aplicado por cima. É a opção mais barata de rodapé.

Como escolher um rodapé

Com o rodapé do material certo em mãos, você pode escolher um design que combine com o estilo da sua casa, e começar a fazer a instalação. (Foto: www.danasokg.top)

Rodapé de madeira macia

Uma das diferenças entre este material e o MDF é que o rodapé de madeira macia resiste melhor em ambientes de maior circulação de pessoas. O rodapé de madeira macia também fica bom com um acabamento apenas em verniz, não sendo necessário um laminado ou tinta aplicada por cima.

Assim como o rodapé de MDF, deve ser evitado em áreas de muita umidade. Ideal para ambientes secos e de muito movimento, como salas de estar, salas de TV, salas de jantar, e corredores.

Rodapé de madeira: preço pela durabilidade

O rodapé de madeira maciça é mais caro, mas é o tipo mais resistente. Ele já vem “pré-moldado”, no formato que você encomendar. Seu acabamento exige apenas uma mão de verniz ou óleo de linhaça.

Pode ser usado em quase todos os ambientes, até mesmo ambientes um pouco úmidos, como cozinhas (secas).

Rodapé de gesso: preço barato, mas baixa resistência

O rodapé de gesso é muito barato, muitas vezes mais barato do que as versões de madeira. Mas como é muito sensível à umidade, além de poder ser lascado ou quebrado com facilidade, deve ser usado apenas em ambientes de pouco tráfego de pessoas, como salas de entretenimento e quartos de visitas. Pode assumir várias formas, atendendo à exigências mais “criativas” de proprietários de imóveis.

Rodapé de poliestireno

Basicamente, é um isopor mais resistente. É relativamente barato, resistente à umidade, de fácil instalação e manutenção. Pode ser usado em vários ambientes, mas é ideal para locais úmidos, como banheiros, cozinhas, e varandas.

 

Rodapé de cerâmica, rodapé de porcelanato e rodapé de pedra

São dois tipos de rodapés semelhantes, apesar de serem de materiais diferentes. Esses rodapés podem vir já prontos de fábrica ou serem cortados na obra a partir de placas de azulejos ou pedras pré-cortadas, limitando o formato deles ao formato retangular, no entanto. Ideais para ambientes úmidos, como áreas externas, cozinhas, e banheiros. É o tipo de rodapé de instalação mais complexa, exigindo conhecimentos bons de alvenaria para não dar problema.

 

Qual rodapé escolher?

Assim como escolher uma janela, escolher um rodapé vai depender do projeto de decoração da sua casa. Algumas limitações, no entanto, podem direcionar melhor na escolha do tipo de rodapé.

Quem quer instalar os rodapés por conta própria: pode excluir os rodapés de alvenaria e de gesso, que tem instalação mais complexa.

Quem quer trocar rodapés da casa gastando pouco: também excluir rodapés de alvenaria e gesso, por conta da mão de obra e dos materiais mais caros.

Quem quer apenas substituir rodapés antigos: pode fazer por etapas e por tipo de rodapé, começando pela troca dos tipos mais caros ou baratos, e indo até o outro lado.

Quem quer luxo: rodapés de gesso, madeira sólida, e pedra.

Quem quer economia com qualidade: rodapés de cerâmica e porcelanato, poliestireno, MDF, e madeira macia.

Quem quer melhor custo x benefício: rodapés de madeira sólida, rodapés de porcelanato e cerâmica.

Vale lembrar que para todos os rodapés, é preciso fazer algum tipo de selamento na parte inferior do rodapé, impedindo que poeira, insetos, e umidade acumulem.

Como você escolheu seu rodapé? Compartilhe conosco como você fez sua decisão, e ajude outras pessoas a se decidirem!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)