Mesmo os melhores imóveis para alugar ou comprar podem ser barulhentos. O tráfego de pessoas, consertos e reformas em casas e apartamentos vizinhos, móveis em movimento, música alta, conversas, vizinho e barulho de salto alto, barulho do cachorro do vizinho. Pode ser qualquer coisa ou objeto, mas você sempre terá um vizinho que consegue fazer barulho das formas mais inimagináveis possíveis.

Você pode estar se perguntando, quando o vizinho faz barulho de madrugada, ou de dia, ou de noite, o que é possível fazer. Listamos tudo que pode ser feito, passo a passo, para garantir uma boa vizinhança, e sua paz sonora.

Converse com o vizinho antes de qualquer coisa

O primeiro passo que você deve tomar é simplesmente fazer um pedido pessoal ao seu vizinho. Explique que os níveis de ruído, como música alta, um cachorro latindo, ou qualquer outro, estão perturbando você, e peça educadamente para que o vizinho baixe o volume. Em alguns casos, um sorriso simpático e um pedido é tudo o que é preciso. Alguns vizinhos sequer percebem o quão alto eles estão sendo a menos que você diga, mas lembre-se de sempre assumir uma abordagem amigável. Atuar de maneira ameaçadora ou menosprezante pode piorar a situação. Ou seja: se você estiver de cabeça quente, estressado, espere um ou dois dias para ir conversar com o vizinho. Paciência é necessária, mesmo quando o vizinho está errado.

Documente os problemas de ruídos do vizinho

Mantenha um registro, com o máximo de detalhes possível, dos horários e datas de barulho que você está ouvindo. Considere a gravação do ruído por vídeo e áudio, sem filmar rostos. Se o barulho é realmente alto, compre uma máquina de nível de decibéis para medir o ruído. Geralmente, barulho do vizinho do andar de cima pode não ter decibéis altos, mas é fácil de gravar de dentro da sua residência.

Problema de barulho com vizinhos

Mesmo os vizinhos mais antigos podem se tornar incômodos com alguns barulhos persistentes. (Foto: www.madisoncampusanddowntownapartments.com)

Faça um segundo pedido por escrito

Se o ruído continua após seu pedido inicial, escreva para o vizinho uma carta que descreve o problema e o que você acha que seria uma solução amigável. Sua carta não precisa ser exigente ou muito formal, mas um plano simples que você sente será eficaz. Por exemplo, se você dorme todos os dias às 23:00, explique que um rádio alto ou televisão te acordam, mas baixar um pouco o volume pode ajudar. Escreva uma carta séria sobre os distúrbios de ruído, e sua tentativa de solucionar o problema.

Você pode chamar o síndico do condomínio e mais condôminos para assinar a carta, acrescentando sugestões. Tudo é necessário para conseguir resolver o barulho do vizinho no condomínio ou vizinhança. Registre uma cópia e guarde com você.

Exija que seu síndico execute as regras da Convenção do Condomínio

A maioria das Convenções de Condomínio tem regras e punições para o excesso de barulho. Cobre de seu síndico que as regras sejam respeitadas. Mesmo quem está alugando um apartamento pode fazer essa cobrança.

Saiba seus direitos

Quase toda cidade tem leis que proíbem o ruído excessivo e irracional de ruído. Uma vez que você tem uma cópia das leis sobre o distúrbio do sossego, leia mais cuidadosamente para determinar se os seus vizinhos barulhentos estão violando a lei quando, por exemplo, tem um cão que late o dia inteiro. Tenha em mente que a maioria das leis estabelecem que o ruído deve ser injustificável e excessivo antes que se torne uma quebra da lei. Por exemplo, martelar pregos em uma parede durante o dia não pode violar uma lei de ruído mesmo que seja alto e dure por horas. No entanto, se esse comportamento continua à noite, quando a maioria das pessoas está dormindo pode caracterizar a perturbação do sossego. Tudo isso garante que você tenha o apartamento dos seus sonhos e o mantenha com a mesma qualidade de quando você o comprou.

Se você não tem uma boa relação com o vizinho, ou o barulho persiste mesmo depois de uma conversa com o vizinho, anote uma cópia da lei e entregue ao seu síndico ou ao vizinho, via carta registrada com aviso de recebimento. Detalhe todo o caso do barulho, e sugira, mais uma vez, uma solução para o problema. Guarde uma cópia.

Entre em contato com a Polícia e registre um Boletim de Ocorrência

Separe todos os documentos, filmagens, cartas. Ligue para a Polícia e registre um Boletim de Ocorrência. Busque o Boletim de Ocorrência e guarde uma cópia. Geralmente, nesse ponto, os vizinhos já pararam o barulho, ou reduziram consideravelmente o distúrbio.

Entre com um processo contra o vizinho

Em último caso, após todas as etapas acima terem sido respeitadas, você deve entrar com um processo contra o vizinho. Contate um advogado ou um defensor público, levando todas as informações que você já tem em mãos. Continue registrando boletins de ocorrência e anexe ao processo, caso o problema continue. É uma medida extrema, que só deve ser uma opção se todas as outras tentativas de solução deram errado.

Você já teve problemas com vizinhos? Como o problema foi resolvido? O que você sugere para acabar com o problema de vizinhos barulhentos?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)