Equipamentos de transporte vertical: como é a instalação? E o cálculo?

Escrito na categoria "Construir e reformar" por André M. Coelho.

O seu negócio gira em torno da movimentação de mercadorias pesadas entre os andares? Ou você está querendo colocar um elevador em sua residência? A instalação de um equipamento de transporte vertical pode ajudar a aumentar a produtividade. Se você deseja manter o desempenho de sua empresa e de seus funcionários de alto nível, pretende reduzir o esforço de subir escadas e riscos associados, a instalação de elevadores é o caminho a percorrer.

Os benefícios dos equipamentos de transporte vertical

Elevadores fornecem uma solução de longo prazo para todas as suas necessidades de levantamento de peso e oferecem vários benefícios.

Alguns deles são:

Transporte seguro, fácil e vertical de mercadorias e pessoas

Produtividade aumentada

Economia de tempo

Menos trabalho necessário do que transportar mercadorias

Eliminação da necessidade de empilhadeiras

Eliminação de riscos associados com o uso de escadas, principalmente para pessoas mais velhas.

Como instalar um elevador?

São necessárias apenas cinco etapas para um técnico treinado instalar seu novo elevador. Um engenheiro deve ser consultado em todas as etapas, garantindo que os cálculos são realizados corretamente e que a consturção aguentará a carga sobre ela colocada.

1. Configurando as colunas no lugar

Primeiro, o técnico e o engenheiro verificarão se o local onde você gostaria que o elevador fosse instalado é uma boa opção. Eles irão sugerir alternativas, se necessário.

Deve haver espaço suficiente para trabalhar com segurança, sem afetar seu fluxo de trabalho.

Os pisos em ambos os níveis precisam ser resistentes o suficiente para suportar o sistema de elevação quando carregado. Eles também verificarão se há espaço superior suficiente para carregar e descarregar a carga.

Eles vão aparafusar as colunas e guiar as colunas no lugar para o elevador. Pode ser necessário reforçar estruturas existentes para aguentar as novas cargas.

Transporte vertical

O transporte vertical, para ser instalado, precisa de cálculos precisos para não haver problemas estruturais. (Foto: Kalea Lifts)

2. Adicionando o carro do elevador

Os contornos serão desenhados no chão e nas paredes para garantir que o carro seja colocado no local correto para subir pelas colunas de maneira uniforme e nivelada. O carro é colocado dentro das colunas na posição exata indicada por essas marcações. Os blocos de rodas serão montados nas colunas e aparafusados ​​aos montantes do carro de acordo. As correntes de elevação são instaladas e conectadas aos blocos de rodas. Eles não devem sair da roda dentada quando o carro estiver elevado.

3. Elevando a base de acionamento para instalação de elevador mecânico

Se você estiver instalando um elevador mecânico, a base da unidade será elevada para o lugar no topo das colunas. Quando a unidade motriz estiver instalada corretamente, a base de acionamento será aparafusada e posteriormente soldada aos suportes.

4. Montagem e configuração dos portões e gabinetes

Portões e compartimentos são importantes para evitar que itens escorreguem do VRC e feram alguém. Eles devem ser soldados firmemente no lugar.

5. Fiação dos componentes elétricos

Seu técnico cuidará de toda a fiação que faz seu elevador subir e descer. Isso garantirá que o elevador seja facilmente operado com o toque de um botão. Eles também verificarão se o elevador está funcionando corretamente e se pode ser operado com segurança por qualquer um de seus funcionários.

6. Verificação final

A última etapa para uma instalação de elevador bem-sucedida envolve uma inspeção completa da unidade. Em seguida, é necessário aprender como operar o elevador com segurança. Isso deve servir como a verificação operacional final para o seu elevador.

Cálculo de elevadores pela NBR 5665/1983

Para o cálculo de elevadores de edifícios (diferente de transporte de materiais e em imóveis residenciais), é utilizada a NBR 5665/1983. Usando esta norma, o elevador ou transporte vertical deve ser capaz de transportar 6% a 15% da população total do edifício em 5 minutos. A partir desta informação, sabemos então que o tamanho e a velocidade do elevador são determinadas pelo cálculo do tráfego de pessoas.

A mesma norma NBR 5665/1983 define o cálculo de tráfego. Recomendamos o uso de aplicativos, tabelas e planilhas para o cálculo correto do tráfego.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

A mãe de André sempre gostou de fazer reformas na casa que tem em um sítio. André aprendeu com ela, e quando comprou seu apartamento, começou a projetar, reformar, e adaptar diversas coisas que não gostava. Como síndico do prédio, convenceu os moradores a trocar a rede elétrica da década de 70, trocar os extintores por modelos mais seguros, e adaptar as escadas do prédio com corrimões mais seguros. Hoje está com um projeto de um imóvel na zona rural, compartilhando no site 2 Quartos tudo que vai aprendendo sobre reformas, construção, e mercado imobiliário.

Deixe um comentário