No início do um casamento, o novo lar muitas vezes vai sofrer com falta de cuidados. Em algum momento, alguém vai querer dar um basta na situação, e dedos começarão a ser apontados em todas as direções. Não definindo tarefas diárias ou separando o que cada um na família deve fazer pode causar problemas no relacionamento e prejudicar muito o convívio de um casal.

Todos nós começamos um casamento com ideias diferentes sobre o que se passa na administração de uma casa, e nossa tendência natural é valorizar o trabalho que fazemos e minimizar o trabalho que nossos cônjuges fazem. Ao longo dos estágios da vida, nossas situações mudam e exigem renegociar a divisão de tarefas. Cada vez que tentamos dividir responsabilidades, há potencial para raiva e ressentimento. Mas com a atitude certa e algum planejamento, as tarefas não precisam ser algo que nos separa, podendo ser uma oportunidade de aprendizado e união para toda a família.

Divisão de tarefas domésticas de casal e filhos: não busque dividir as tarefas igualmente

Comece por evitar a divisão igual das tarefas. Os casais que dividem o trabalho doméstico uniformemente são mais propensos ao divórcio. O problema não é o trabalho doméstico propriamente dito, mas a dinâmica de dividi-lo ao meio. Se você está monitorando quem faz mais ou menos, você está perdendo a batalha em manter uma relação saudável.

Um modelo melhor envolve ambos os cônjuges e os filhos pondo 100 por cento esforço em criar um repouso bem organizado é mais eficiente. Cada casal e família, independentemente da sua cultura ou classe socioeconômica, tem que ter comum o trabalho junto como uma equipe, pois se a casa é da família, então o trabalho também é de todos.

Como dividir tarefas domésticas

Dividir as tarefas entre marido, mulher, e filhos em casa depende do respeito, diálogo, e ajustes no caminho para a divisão perfeita. (Foto: Kidspot)

Divisão de tarefas domésticas com o marido e filhos: respeite as preferências de todos

Casais felizes também percebem que o trabalho doméstico pode ser uma maneira de demonstrar amor. Pensando assim, você pode encontrar diversas maneiras perfeitas de organizar as tarefas domésticas. Você pode perguntar ao seu marido e filhos o que eles odeiam fazer nas tarefas de casa, e também falar o que você odeia. Assim, vocês podem trocar as tarefas e deixar esse “ódio” tomar menos espaço.

Outra estratégia para respeitar a família é perguntar o que você pode fazer para todos se sentirem mais confortáveis em casa. Essa estratégia pode ter de ser aprendida da forma mais difícil, principalmente para quem tem filhos em casa. Atividades com as crianças, brincadeiras, e mais, podem deixar uma casa com uma grande bagunça. Se um cônjuge chega do trabalho nessa bagunça toda, pode ser cansativo, e deixá-lo(a) frustrado(a) com a situação.

Qualquer um pode lidar com uma pequena bagunça, mas há um limite para isso, mesmo com crianças em casa. Conflitos podem surgir entre casais em que uma parte acha que casa com criança tem que ser bagunçada, e que uma casa com crianças precisa de organização. Eventualmente, ambos vão perceber que gastar 10 minutos arrumando a sala antes do marido ou esposa chegar em casa custa muito pouco, mas oferece uma oportunidade inestimável para mostrar ao outro como você se importa, além de dar às crianças a oportunidade de aprender um pouco de organização.

Dividir tarefas domésticas com marido: atenção às necessidades de cada um

A atenção às necessidades do seu cônjuge constrói boa vontade. Mães ou pais donos de casa também merecem consideração. Ficar sem espaço para respirar ou sem um pouco de ajuda pode deixar você se sentindo como se estivesse se afogando. Mesmo se ambos os cônjuges estiverem trabalhando o dia inteiro cumprindo tarefas diferentes, à noite um esposo pode especialmente necessitar uma quebra na rotina, e muito frequentemente é o esposo que cuidou das crianças o dia inteiro. Entendendo as necessidades de seu par pode fazer a diferença aqui.

Promover uma atitude de respeito com o outro faz com que identificar maneiras práticas de dividir as tarefas fique muito mais fácil. Antes de dividi-las, entretanto, concorde sobre quais são as tarefas. É tudo muito fácil de se concentrar em aspirar o carpete ou lavar pratos e esquecer de fazer as finanças ou cortar o gramado. Sente-se e lista todas as coisas essenciais para o funcionamento de uma casa, desde as tarefas domésticas mais simples até o trabalho de limpeza de banheiros, e até mesmo a compra de presentes de aniversário. Então você pode decidir quem faz o quê. Alocar esses trabalhos corretamente, porém, pode ser um pouco complicado. Vamos mostrar dois modelos para você dividir as tarefas entre o casal e os filhos.

Como dividir tarefas domésticas com os filhos e marido: modelo da especialização

Em vez de dividir tarefas de forma estereotipada (homens consertam coisas, mulheres lavam louça, crianças só guardam brinquedos, etc), funciona melhor dar a responsabilidade para a pessoa que gostam mais de uma dada tarefa. Se você realmente se preocupa com o gramado, você deve ficar responsável pelo corte da grama. Porém, a pessoa que tem a tarefa recebe a autoridade para fazer essa tarefa do seu jeito, em seu tempo, e o cônjuge apenas se compromete a agradecer por ela ter sido completa.

Tabela de tarefas domésticas no modelo de especialização

Sabendo quem é responsável pelo quê ajuda a navegar pelas agendas ocupadas, mas pode haver semanas em que as tarefas podem ser mais difíceis de realizar, ou que as pessoas na família tenham menos tempo para cumprir suas tarefas. Por isso, para cada tarefa que uma pessoa tem de realizar, deve haver um “ajudante” para esta tarefa como um backup para emergências.

Suponha uma família com 4 pessoas. O pai é o especialista em lavar pratos, cozinhar, e arrumar a cama. A mãe é especialista varrer a casa, reparos, e lavar roupas. O filho é especialista em cortar grama e limpar a calçada. A filha é especialista em limpar o carro, guardar brinquedos e limpar as superfícies da casa. Todas essas tarefas devem ser colocadas em uma tabela para todos verem, incluindo também a frequência com que cada tarefa deva ser realizada por semana ou por mês. Após colocar a tabela, cada atividade deve ter um “plano de reserva”. Digamos, por exemplo, que o filho está em semana de provas, e cortar a grama o deixa muito cansado para estudar. O pai pode ficar de reserva nessa semana e pode ou não trocar uma atividade com o filho. O importante é que o backup não cobre da outra pessoa uma troca de atividades, mas que cada um busque ajudar nas diversas situações em que problemas podem dificultar completar as tarefas da semana.

Divisão de tarefas domésticas com os filhos e marido: modelo das horas de trabalho

Nada irrita mais do que estar lavando os pratos ou aspirando a casa quando os outros membros da família estão em seus computadores relaxando. Então, uma regra de ouro para a divisão de tarefas pode funcionar muito bem: se a mamãe está trabalhando, todo mundo está trabalhando.

Atribuir tarefas a indivíduos não é tão importante como todos simplesmente fazendo o que precisa ser feito, tudo ao mesmo tempo. Você pode até transformar em um jogo: defina um cronômetro e veja quantas tarefas cada membro da família pode terminar, e compare com outros dias. É uma ótima oportunidade para ver a família interagindo e completando importantes atividades para garantir a limpeza da casa.

Tabela de tarefas domésticas no modelo das horas de trabalho

Nesse modelo, usando a agenda de todos os membros da família, as tarefas são definidas para um horário específico do dia quando todos estão em casa. Liste todas as tarefas que devem ser completas cada dia da semana, tais como varrer a casa, cozinhar, lavar vasilhas, limpar o fogão, etc. Mensalmente, em um dos dias de trabalho, inclua as atividades que devem ser realizadas nessa frequência, como lavar o carro, limpar a garagem, cortar a grama, etc. As tarefas são divididas na hora entre quem quer fazer cada uma delas. Pode ser combinada com o modelo de especialização, dividindo as tarefas entre quem mais gosta de fazê-las. O diálogo aqui é muito importante para que ninguém saia chateado depois da organização.

Divisão de tarefas: saiba quando pedir ajuda

Sempre que as tarefas estiverem muito difíceis, peça ajuda. Envolva as crianças nas tarefas diárias. Você sempre pode ter oportunidades para criar novas rotinas para todos na família, deixando cada um mais responsável pelo espaço de convivência.

Depois de trabalhar com as responsabilidades de todos, alguém ainda pode se sentir oprimido e cansado. Você pode querer reavaliar e, possivelmente, cortar algumas atividades da lista de tarefas. Talvez nem tudo na lista precisa ser feito ou feito na frequência que você quer. Você realmente precisa limpar a poeira dos quadros toda semana? Talvez você pode limpar os banheiros a cada duas semanas, em vez de uma vez por semana. O importante aqui é sempre saber pedir ajuda, mesmo que essa ajuda signifique comunicar aos outros sobre o quão cansado você tem ficado para realizar certas tarefas.

Se você tentar essas estratégias e encontrar tarefas ainda causando conflito, considere a contratação de ajuda externa. Uma limpeza profissional realizada uma vez por semana ou por mês pode fazer a diferença para uma casa mais organizada, com as tarefas mais pesadas sendo realizadas e completas pelos profissionais ao invés da família..

Tarefas precisam ser feitas, mas elas não precisam causar um distanciamento entre você, seu cônjuge e seus filhos. Em vez disso, as tarefas podem ser um dos veículos que ajudam vocês a funcionarem mais como uma equipe. Juntos, escolham um sistema que funcione melhor para sua família e se comprometa a respeitarem uns aos outros por meio desse sistema. Você vai se sentir mais valorizado e amado, e sua casa mais limpa e organizada agradece!

Como você organiza sua casa? Como divide as tarefas entre os membros da família?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)