Todo mundo já se se viu passando por uma loja e querendo comprar algo que não precisava realmente. É fácil pegar um item em um impulso por ele ser bonito ou atraente, e depois se ver com um elefante branco em casa. O mesmo é válido quando você tem uma casa e não sabe o que fazer com os cômodos. Você pode acabar com vários cômodos lindos, bonitos, mas sem qualquer utilidade.

Você pode passar por toda uma loja e pegar cada única peça de destaque impressionante que você vê, mas quando você coloca tudo que comprou em uma sala sem um sofá ou mesa ou qualquer outro item importante ou necessário, o item que você comprou fica apenas desordenado, e geralmente não serve qualquer propósito.

Por esta razão, é melhor manter em mente que a forma deve seguir a função quando se trata de design de interiores. Você não quer cair na armadilha de criar espaços cheios de itens sem importância apenas porque eles brilham. Em vez disso, você quer tentar criar um espaço que seja igualmente eficiente e atraente e acima de tudo, funcional.

Aqui estão os detalhes sobre como projetar cômodos onde a forma segue a função, dando uma divisão de funções adequada aos seus cômodos.

Casa eficiente e funcional

A divisão de cômodos de uma casa vai ajudar bastante na hora de definir funções para diferentes espaços da casa e dar à sua residência muito mais praticidade. (Foto: clipartfest.com)

Divisão de cômodos de casas: planeje com uma finalidade

Não há uma maneira lógica de projetar um espaço até você determinar qual será a função principal desse espaço. Isso significa que é absolutamente essencial planejar a a função antes de você começar a pensar sobre esquemas de cores ou decoração dos cômodos. Embora todos esses detalhes são extremamente divertidos de participar e ainda mais emocionantes para montar, sem entender como um cômodo vai ser usado, não há qualquer maneira de adicionar a decoração adequada ao cômodo.

Pergunte a si mesmo se um cômodo será usado para reuniões sociais grandes e freqüentes ou se ele ficará cheio de chão ao teto com coisas das crianças, diariamente. Estes dois usos exigem necessidades extremamente diferentes, quando se trata de layout e mobiliário. E apenas uma vez que você estabelecer a função é pode você começar a adicionar as características menores, como imagens, brinquedos ou quadros.

O planejamento com um propósito primeiro vai naturalmente prestar-se aos detalhes menores que precisam ser atendidos mais tarde. Permitir que o formulário siga os resultados da função de quartos em um design de quarto perfeito.

Considere também, em detalhes, como são os espaços adjacentes ao cômodo. Por exemplo, você não vai querer uma sala de entretenimento ao lado de um quarto, pois seus filhos ou amigos pode acabar incomodando se alguém quiser dormir mais cedo. Você também não vai querer um quarto próximo a uma zona de muito tráfego de pessoas, pois vai incomodar da mesma maneira, e você também não quer as pessoas olhando pro seu quarto o dia inteiro. Porém, essas divisões também tem que considerar as limitações de espaço do ambiente, que nem sempre tornam possíveis configurações ideais. Aí, são necessárias adaptações, como um forro reforçado nas paredes e teto para abafar um pouco do barulho, por exemplo.

Cômodos de casas modernas e mudanças de design ao longo do tempo

A beleza do design de interiores é que raramente é algo permanente. Esquemas de design de interiores podem ser alterados regularmente e por esta razão, a função dentro de qualquer espaço tem de ser sua preocupação principal. A função é muito mais difícil de mudar uma vez que ela for definida. Pense em como mudar um quarto que já recebeu um forro de tratamento acústico, ou uma cozinha que já tem todo o encanamento disponível. Vai ficar difícil e custoso.

Quando você decidir mudar a sua decoração interior novamente, é muito mais fácil ter uma base sólida de layout com grande mobiliário e só ter que se preocupar com a criação de novas peças de destaque. Se você criar uma sala que é principalmente focada em peças de destaque e design, você está indo inevitavelmente em uma direção onde a perspectiva é ter que mudar não apenas detalhes da decoração, mas encontrar uma maneira de ajustá-los em um espaço mal planejado.

Novamente, voltamos à máxima da função primeiro antes do design. Você terá uma planta sólida para trabalhar e mudar à vontade. Esta mesma regra se aplica a lições de design exterior também. Grandes arquitetos da história usam esta teoria em seus desenhos e designs.

Dividir ambientes é barato e adiciona valor ao seu imóvel

Mesmo se você colocar seu coração e alma em seus esforços de design de interiores, as chances são que você não vai gastar o resto de sua vida na mesma casa. Quando chegar a hora de se mudar, é essencial que você tenha algum tipo de barganha para colocar sobre a mesa e aumentar o valor global da sua casa no mercado.

Criar espaços que são construídos com função em mente jogam o valor da sua casa para cima. Peças e estruturas de design podem ser facilmente empacotadas e levadas com qualquer mudança, mas o design baseado na funcionalidade oferece a opção de colocar móveis bem dispostos como parte do negócio. Uma casa cujo layout de sala e design são altamente funcionais é muito mais atraente para os compradores. Não há muitos compradores no mercado que queiram uma casa cheia de pequenos quartos intermitentes, e espaços abertos que se encaixam em conjunto são ideais para vendas de casas atuais.

Quando você distribuir os cômodos de sua casa, não se esqueça de tomar o futuro em consideração e dar-se opções que irão eliminar o estresse e também atrair potenciais compradores nos próximos anos.

Considerando os custos e dividir os cômodos de uma casa

Um esforço de design de interiores que coloca a função antes da forma é um plano que também considera o custo. Desperdício de gastos no mundo do design de interiores freqüentemente acontece com aqueles sem um design adequado ou planta baixa com clara definição da função dos espaços.

Pegar itens aleatórios aqui e ali pode ser um esforço ativo para acabar com seu orçamento e, em última análise, leva a um caminho sem uma direção verdadeira ou propósito. Se você entrar no processo de design e entender o que você pretende alcançar e para o quê, então você vai gastar menos em itens que você não precisa e vai investir mais inteligentemente naqueles itens que vão ficar no ambiente no longo prazo.

Sua casa é o seu centro de conforto, família e amigos e portanto, merece seus melhores esforços quando se trata de design de interiores. Deixe seu gosto pessoal e estilo puxar através de sua criatividade, certificando-se de que você já cobriu a funcionalidade em primeiro lugar.

Se você ainda quer dividir ambientes maiores em diferentes funções, algumas dicas estão no vídeo abaixo.

Embora seja tão divertido comprar itens de decoração de interiores e mobiliário, é imperativo ter um design funcional sempre. Pode ser útil contratar um designer de interiores para ajudá-lo a fazer o layout de sua planta funcional.

Não há nada pior do que cozinhar em uma cozinha não funcional ou dormir em um quarto cujo layout simplesmente não se ficou bem. Certifique-se de planejar seus projetos com um propósito e depois ir se divertir com os acessórios e itens do cômodo.

Você está vivendo em uma casa não funcional? O que você acha que precisa mudar em montado para torná-la funcional? Como pretende dividir os cômodos da casa?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)