Pergunte a qualquer um que investe em imóveis e mesmo aqueles que não o fazem. Provavelmente essa pessoa vai ter uma opinião sobre o antigo debate “casas versus apartamentos”. Quando o tema da conversa deriva para investir em apartamentos ou casas, normalmente gera algum tipo de discussão entre os proprietários. É muitas vezes um campo firmemente dividido, com aqueles que acreditam que o valor de uma propriedade está na terra e, por outro lado, você vai encontrar aqueles que acreditam que as características individuais de uma propriedade, como a localização e o número de quartos, são muito mais importantes do que simplesmente o tipo de habitação.

Muitos investidores de primeira viagem supõe que as casas são sempre melhores que os apartamentos pois têm mais acomodações e terra. Isso pode ter sido verdade uma vez, mas com um crescente número de brasileiros passando a preferir viver mais perto do centro da cidade, os padrões de crescimento nos valores dos imóveis mudou.

Os investidores que estão presos sobre esta questão estão muitas vezes focando na coisa errada: a pergunta que você precisa se ​​perguntar não é “Devo investir em um apartamento ou uma casa?”, mas sim, “Que tipo de propriedade irá oferecer um maior retorno sobre o investimento a longo prazo?”.

Comparando o histórico de crescimento dos investimentos

Historicamente , ao longo de um período de tempo mais longo (10 anos ou mais), os aumentos de preços de casas são maiores do que para os apartamentos, mas isso não é sempre o caso ao longo de um curto (2/3 anos) ou médio prazo (5/6 anos).

Casas em geral, no entanto, exigem mais atenção em termos de manutenção contínua e, portanto, nem sempre agradam a todos os investidores. Apartamentos têm grande parte da manutenção e cuidados pelo edifício, realizado por uma pessoa jurídica na forma da gestão do condomínio.

Comparando os investimentos

Em última análise, há prós e contras de ligado a qualquer tipo de habitação, bem como o investimento certo para você vai depender do seu perfil de risco, estratégia de investimento e situação financeira.

Também é vital que você preste atenção às tendências de estilo de vida e assim, você pode adaptar o seu investimento para atender a área que você está olhando para investir.

Os apartamentos são mais propensos a serem construídos em áreas urbanas e os proprietários de apartamentos estão compartilhando na valorização da terra onde estão seus edifícios. Casa para investidores beneficiam dos valores da terra apreciando mesmo que de forma indireta, e são mais buscadas quando para quem está no interior.

Há uma diferença na natureza do retorno. Com apartamentos você verá um rendimento de aluguel mais alto, mas o crescimento do capital tende a ser um pouco menor do que com as casas.

Escolhendo o investimento em imóveis

A questão da valorização de um imóvel vai acabar sendo mais sobre a localização do que qualquer outra coisa. (Foto: www.goodhomeadvisor.com)

Rendimento ou crescimento?

Historicamente as casas têm se saído melhor quando se trata de ganhos de capital, o que leva à sabedoria percebida que o “valor está na terra” e não no edifício, que se desvaloriza. Mas isso pode estar mudando.

Nós nunca podemos prever o futuro, mas dimensão dos agregados familiares tem tendências mais baixas e os valores das casas estão tendendo a ficarem mais altos, e os apartamentos oferecem um tamanho menor e preço mais baixo, o que é suscetível de ser atraente para compradores sensíveis ao preço.

O sonho brasileiro costumava ser a vida suburbana. Mas a comunidade está mudando e as pessoas querem estar perto de centros de transporte, de estilo de vida e da cidade. Estamos vendo aumentar áreas de crescimento de capital no anel interno das cidades onde há algo mais fácil de manter, como uma casa com um quintal menor.

Manutenção

A natureza de baixa manutenção de apartamentos e casas menores também oferece benefícios para os investidores. As áreas comuns são atendidas. Você só tem que se preocupar com o que acontece internamente. E encanamento e assim por diante geralmente é cuidado pelo condomínio.

Com uma casa independente, você é o responsável pela manutenção geral. Assim, os custos de manutenção tendem a ser maiores.

No entanto, há um lado positivo para essa responsabilidade. Uma das vantagens das casas é que o proprietário tem total controle sobre o que acontece: podem reparar quando entenderem e renovar para atrair maior renda, obtendo ganhos de capital mais elevados. Quando se trata de apartamentos, o investidor tem menos controle sobre os investimentos que serão realizados.

Localização

Antes de escolher entre as casas e apartamentos, o investidor deve escolher uma estratégia. Decida se você quer propriedades de alto rendimento ou de alto crescimento de capital. Dependendo da situação, um vai ser melhor que o outro.

Isto leva a escolher uma área: normalmente os anéis externos de cidades para altos rendimentos e do interior para o crescimento de capital.

Em seguida: escolher uma casa no anel exterior para rendimentos elevados (venda demorada, mas maior ganho – porque a maioria das pessoas em áreas exteriores quer viver em casas) ou um apartamento/casa pequena mais perto do centro da cidade para o crescimento de capital (rapidez de venda – devido à mudança de estilos de vida).

É quase tudo a mesma coisa

Investindo em uma casa grande, casa pequena ou apartamento, o resultado final financeiro é susceptível de ser praticamente o mesmo. A realidade é que, a longo prazo, quando você compara como em termos de localização, a qualidade dos bens, custos de manutenção e assim por diante, casas e apartamentos basicamente proporcionam retornos iguais quando se leva em conta o crescimento do capital e renda. No curto prazo, você tem oscilações. A longo prazo, eles entregam resultados financeiros de forma igual.

O que você acha disso? Qual é o melhor investimento em sua opinião?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)