Uma geladeira usando um transformador gasta mais ou menos energia? Entender o funcionamento de um transformador pode te ajudar a escolher qual a melhor opção de projeto, o que vai te auxiliar se é hora de trocar de geladeira ou se apenas usar o transformador será uma melhor opção para suas necessidades.

Como funciona uma geladeira?

Uma geladeira possui três estados de operação:

Partida do motor do compressor

Motor em funcionamento com o compressor

Descongelador (uma vez por dia no temporizador de 24 horas por 20 minutos ou mais) com ventilador interno.

Luz de porta aberta acesa, quando você está decidindo o que retirar da geladeira ou do freezer.

Entender esses momentos de consumo elétrico ajudará na hora de saber o consumo deste eletrodoméstico.

Consumo da geladeira com um transformador

Então você tem um compressor, que tem uma corrente de partida completa, talvez de 12 amperes a 120 Volts (ou 1440 VA).

Quando o transformador está sob carga total, pode ficar um pouco quente. Eles normalmente perdem apenas 1 ou 2% no calor. Assim, 1% seria 14 W perdido como calor durante a inicialização (20 segundos ou mais).

Depois, há a segunda fase, o ciclo de funcionamento, enquanto o motor está consumindo cerca de 7 amperes ou 840 VA.

O transformador agora estará perdendo metade da energia necessária para aquecer, uma vez que possui apenas 50% de carga. o calor perdido é de 4 a 5 watts por um período de 10 a 15 minutos.

Já no ciclo de degelo, uma vez por dia, 200W x 20 minutos, a perda do transformador será 10% da carga total, talvez 2 w por 20 minutos.

Transformador para geladeira

Um transformador pode ser necessário para uma geladeira, mas é bom escolher certo para não gastar muito na conta de luz. (Foto: Digital Trends)

Um transformador de geladeira vale a pena?

Pegue seu prático medidor de Watt / tempo. Ligue-o à sua geladeira. depois conecte-o com o medidor ao transformador. Meça o consumo diário de Kw / h. Depois, adicione os montantes mostrados acima (aproximadamente). Isso mostrará seu consumo total de energia em Kw / h por um dia. Você encontrará a eficiência do transformador em quase 99%.

E isso é muito bom. E não é preciso ser um cientista para entender o resultado disso.

Quando o refrigerador não está puxando corrente, o transformador possui apenas I (corrente) ao quadrado de perdas R (resistência).

Como R é a resistência interna da bobina primária, sua primária terá muito pouca corrente quando a porta estiver fechada e o degelo estiver desligado.

Esse é o tempo ocioso da geladeira (e o consumo de energia) será mínimo. Isso se reflete no isolamento e na etiqueta PROCEL por seu consumo de energia.

Mas o transformador tem pouco impacto, uma vez que altera apenas uma forma de energia, 220 Volts para 110 Volts, ou vice versa.

A corrente inativa apresentada pelo transformador só está ativa quando o refrigerador está realmente consumindo energia da parede.

O transformador ficará um pouco quente, no entanto, mas nunca quente a ponto de causar queimaduras ou incêndios, se dimensionado corretamente.

A quantidade de energia perdida no transformador seria de 1% a 0,5% da carga geral apresentada pela etiqueta PROCEL do transformador.

Transformador em geladeira consome mais?

Sim, há um ligeiro aumento de consumo elétrico com um transformador, mas isso seria compensado, na falta de necessidade de comprar uma geladeira diferente com componentes diferentes (compressor, luz, quadro de controle, elemento descongelador, temporizador) para combinar com a fonte tensão e frequência.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)