A grama sintética para jardim é geralmente fabricada com grama plástica de polietileno e uma base de enchimento de de pneus reciclados. Há desvantagens no uso da grama sintética, assim como há benefícios na instalação desse tipo de gramado. Cada vez mais jardins convertem seu gramado para a grama sintética, e entendendo o que esse produto pode trazer para seu jardim é uma boa maneira de decidir pelo seu uso ou não. A instalação também pode exigir alguns passos extras, que podem encarecer um pouco o projeto, e devem ser devidamente considerados.

Grama sintética para jardim: vantagens

A grama sintética tem custos de manutenção mais baixos. Enquanto o custo inicial de instalação é alto, a manutenção é muito menos cara. Algumas pessoas questionam se a grama artificial é tão financeiramente vantajosa, citando a necessidade de reparos, aspiração, colocação de mais borracha, e até mesmo regar com água. Tais fatos podem aumentar os custos da manutenção de uma grama sintética, mas não tão significativamente. Ao contrário da grama natural, a grama sintética não requer o tratamento com pesticidas e fertilizantes.

Para áreas de tráfego ou uso intenso, há a vantagem da grama sintética permitir o uso em todos os climas e situações. Isso faz diferença para evitar barro em casa e permitir que crianças brinquem no gramado mesmo com ele molhado, por exemplo. No caso do uso de grama sintética para campos, a grama sintética permite a jogabilidade mesmo quando está chovendo torrencialmente, um fato que pode cancelar muitos jogos realizados em campos de grama real.

Ainda na questão do uso da grama sintética em campos, o uso da grama sintética resulta em menos lesões. Ao contrário de grama que pode se danificar após jogos mais pesados e, eventualmente, se tornar uma lama escorregadia, o gramado sintético evita esses problemas por manter uma superfície estável, que não muda muito mesmo com um uso mais intenso do gramado.

Vale lembrar também que um gramado sintético economiza água, pois não precisa dela para crescimento e manutenção do gramado.

Desvantagens no uso da grama sintética

O uso da grama sintética é uma forma de cortar os custos de manutenção do gramado. Contudo, há algumas desvantagens em seu uso que devem ser consideradas. (Foto: Root Simple)

Desvantagens da grama sintética: chumbo

Algumas gramas sintéticas tem um teor de chumbo alto em sua fabricação. Esse material, mesmo em pequenas quantidades, pode fazer mal para a saúde. Gramas sintéticas mais antigas feitas de fibras de nylon ou polietileno podem conter níveis de chumbo que representam um potencial problema de saúde. Há gramados sintéticos sem essa substância, mas o custo pode ser mais elevado.

Grama sintética esquenta muito

As propriedades de absorção de calor de um gramado sintético o tornam muito quente para o uso em temperaturas muito altas. Em um dia de 36ºC, a temperatura no gramado sintético pode subir para mais de 48ºC. Os defensores do gramado sintético apontam que o uso do gramado pode ser gerenciado para garantir que o gramado não seja usado nos momentos mais quentes do dia e que a superfície esteja adequadamente hidratada. Há também alegações de que a temperatura mais elevada é mais uma questão de conforto do que segurança, mas se o gramado é colocado no jardim perto da casa e você quer deixar o ambiente mais fresco, pode não ser a melhor decisão a tomar.

Substâncias tóxicas na grama sintética

Zinco, chumbo, e outras substâncias podem estar presentes não apenas na grama sintética, mas também no preenchimento de borracha reciclada que o gramado recebe. Essas substâncias podem acabar escorrendo para o solo, resultando na contaminação do solo e até de lençóis freáticos.

Aumento do risco de lesões cutâneas na grama sintética

As queimaduras de gramado, ou seja, machucados causados por quedas e atrito com a grama, são mais comuns com a grama sintética e tem maior tendência a infeccionar. Indivíduos que usam grama sintética podem estar até sete vezes mais propensos a “queimar” a pele com a grama sintética do que aqueles que usam grama natural. Vale lembrar que mesmo quando a grama é usada no quintal, crianças que brincam muito no ambiente vão cair e se machucar, e esse risco maior de machucados deve ser considerado.

Bactérias na grama sintética

Médicos especialistas descobriram que estafilococos e outras bactérias podem sobreviver em plástico de polietileno, o composto usado para fazer as lâminas de grama sintética, por mais de 90 dias. Sangue, suor, células da pele e outros materiais podem permanecer no relvado sintético porque o ambiente não é lavado ou limpo, podendo resultar em infecções e outros problemas de saúde.

Grama sintética absorve água?

Não, ela permite o escoamento da água. Ainda por cima, uma vez que a grama sintética for escolhida, o plástico substitui a grama natural, matando todos os organismos vivo no solo e tornando impossível que algo cresça ali depois sem que haja um tratamento apropriado da superfície.

Como aplicar grama sintética na terra? E no concreto?

Obrigatoriamente, você vai precisar fazer um piso sobre o qual a grama poderá ser aplicada. Esse piso deve ser liso, sem saliências e imperfeições, com inclinação suficiente para que a água seja escoada do ambiente. O vídeo abaixo mostra muito bem como aplicar a grama sintética sobre qualquer superfície.

Manutenção da grama sintética

É necessário molhar a grama sintética com alguma frequência, cerca de uma vez por semana, pelo menos. Além disso, os pedaços de borracha da grama sintética precisam ser reabastecidos de tempos em tempos, principalmente em áreas de muito tráfego. Uma área de tráfego moderado pode exigir um reabastecimento mensal, mas isso varia muito.

Vale a pena a grama sintética?

A grama sintética não tem uma aparência igual a da grama tradicional. Dito isso, se a grama é decorativa, pode não ser uma boa opção. Principalmente em jardins, a grama normal vai continuar como um elemento mais atraente de paisagismo. Contudo, para ambientes onde há muito tráfego, a grama sintética pode se mostrar vantajosa porque não desgasta tanto quanto a grama viva. Entra também a questão dos custos iniciais da grama sintética, que podem ser um pouco altos. Ao redor de piscinas, um gramado sintético pode ajudar a evitar a sujeira de barro. E claro, entra o gosto pessoal de cada um.

Você instalaria a grama sintética no seu jardim? Por que? O que mais te atrai ou te afasta da grama sintética?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)