O melhor revestimento para espaços de cozinha deve suportar muito. É provavelmente o piso mais trabalhador da casa e precisa resistir a manchas regulares (e, portanto, muita limpeza), derramamentos de água e variações de temperatura.

Obviamente, isso não significa que o piso da cozinha não possa ser bonito. Com belos padrões e acabamentos disponíveis, independentemente do material que você escolher, não há desculpa para que o revestimento da sua cozinha não seja uma parte importante do processo de design do cômodo.

Para ajudá-lo a encontrar o melhor piso de cozinha, reunimos um guia que o leva a todas as opções, além de como manter sua escolha procurando o melhor.

Revestimento de cozinha com azulejos ou porcelanatos

Para maior durabilidade e efeitos visuais, nada supera o revestimento de azulejo ou porcelanato como um dos melhores.

Os revestimentos apresentam uma variedade de materiais e acabamentos naturais e sintéticos, de texturizados a foscos e de alto brilho. Alguns ladrilhos são mais porosos que outros – algo para se ter cuidado em uma sala onde os níveis de umidade tendem a ser altos. Se você se apaixonou por um azulejo, como terracota, que é poroso, verifique se está bem vedado e selado regularmente.

Escolha: quer pedra de verdade? Opte por granito. Para materiais sintéticos, porcelanatos ou ladrilhos cerâmicos são uma opção de revestimento testada pelo tempo para cozinhas. Qual é a diferença? Pedra verdadeira tem muito caráter; menos materiais fabricados pelo homem, embora geralmente sejam mais acessíveis e possam imitar outros materiais de maneira convincente, como a madeira.

Evitar: calcário, que tende a arranhar, e travertino, que é poroso.

Design: use porcelanatos de maior escala e / ou cores claras e / ou alto brilho, para fazer com que um pequeno espaço pareça maior. Coloque os ladrilhos na diagonal em vez de quadrados na parede também, para aprimorar ainda mais o efeito. Os ladrilhos com superfície sem poros ou são muito mais difíceis de manter limpos do que aqueles com acabamento liso.

Montagem: é perfeitamente viável colocar estes revestimentos, a menos que seus azulejos ou porcelanatos sejam particularmente pesados ​​e caros, ou um material complicado de cortar (como algumas pedras naturais), caso em que invista nos serviços de um profissional.

Limpeza do piso: Para limpar o piso de sua cozinha, use água morna apenas em pedra natural e um detergente neutro em cerâmica e porcelanato.

Revestimento de cozinha

Escolha um revestimento resistente para a cozinha e que vai durar muitos anos. (Foto: Armstrong Flooring)

Revestimento de madeira para cozinha

O revestimento de madeira traz calor e textura para a cozinha, particularmente em uma casa de época, mas importante em uma casa contemporânea onde os armários podem ser elegantes e modernos. No entanto, qualquer cozinha será sempre exposta a muita umidade, o que significa que sua escolha de revestimento de madeira precisa ser cuidadosa.

Escolha: revestimento de madeira projetado, que terá um desempenho muito melhor em uma cozinha – com uma camada superior durável, é muito mais resistente a empenamentos e movimentos do que a madeira maciça.

Evitar: revestimentos de madeira maciça e caros, que podem entortar quando expostos à água.

Design: para obter um acabamento caro e moderno, faça o revestimento do parquet com um padrão de espinha de peixe. Cores de madeira mais claras criarão uma sensação mais espaçosa em sua cozinha, mas mostrarão a sujeira mais rapidamente; armários brancos ou pálidos podem parecer impressionantes, contrastando com o piso de madeira escura, que oculta as marcas com mais eficiência. As pranchas mais amplas parecem mais contemporâneas que as mais estreitas.

Montagem: a montagem profissional é frequentemente recomendada para um acabamento perfeito, mas como a maioria das gamas agora vem como um piso flutuante com um sistema de trava por clique, mesmo quem quer fazer por conta própria pode instalar os pisos de madeira.

Limpeza: limpe a superfície de madeira com um esfregão úmido e evite saturar a superfície com água.

Revestimentos para cozinha

O revestimento de madeira pode dar um visual rústico e aconchegante para seu ambiente. (Foto: Remodel Works)

Laminado como revestimento de cozinha

O laminado é o revestimento favorito para cozinhas há muito tempo. Sua principal vantagem sobre revestimentos de azulejos e madeira é sua relação custo-benefício, embora opções de alta qualidade e mais caras estejam disponíveis. Resistente a manchas e arranhões, é uma ótima opção para cozinhas movimentadas, mas verifique se você lida com as condições de vapor da sala antes de comprar.

Escolha: laminado superior, que pode ter um efeito de madeira ou ladrilho muito convincente, completo com acabamentos de grãos, estampagem, bordas chanfradas e aparência de pedra.

Evitar: o laminado mais barato, que tende a manchar, entortar e descascar. Com revestimento laminado, você obtém o que paga, com opções mais baratas geralmente tendo um efeito excessivamente brilhante e irreal.

Design: escolha um acabamento de baixo brilho e procure os detalhes mencionados acima, como bordas chanfradas, para obter uma aparência realmente convincente. Proteja seu revestimento laminado contra danos causados ​​por utensílios de cozinha pesados ​​com uma base.

Montagem: É possível instalar a maioria dos pisos laminados, pois a maioria dos fabricantes atualizou seus laminados com sistemas de travamento fáceis de instalar.

Limpeza: para limpar o revestimento laminado, use um pano úmido, mas nunca um esfregão úmido, que possa molhar o piso laminado e arruiná-lo.

Revestimentos alternativos

Materiais alternativos, como vinil, borracha e até bambu, para revestimentos de cozinha vêm ganhando popularidade nos últimos anos: podem ser resistentes ao desgaste e à água, além de serem mais econômicos do que as opções tradicionais.

Escolha: nambu, que é resistente, fácil de manter e mais resistente à água que a madeira de lei. A cortiça é outra opção adequada para cozinhas, mas é incompatível com pisos aquecidos. O revestimento de concreto e resina é uma possibilidade para cozinhas no térreo, mas não será adequado para cozinhas no andar de cima. A borracha pode funcionar em cozinhas, mas pode ser facilmente arranhada; portanto, evite danos causados ​​por eletrodomésticos, colocando uma cobertura entre o aparelho e o chão.

Evitar: couro e madeira recuperada, materiais bonitos, mas caros e de alta manutenção, que não respondem bem ao desgaste que faz parte do uso diário da cozinha.

Design: o concreto derramado e cimento queimado parecem bons como parte de um espaço contemporâneo de plano aberto. Também pode ser usado ao ar livre, oferecendo a oportunidade perfeita para incorporar o mesmo piso por toda parte, conectando o jardim ao resto da casa. Crie um efeito semelhante com revestimentos diversos, do contemporâneo ao tradicional.

Montagem de pisos alternativos: o bambu pode ser aplicado com cola ou como um piso flutuante e é compatível com piso aquecido (embora você precise entrar em contato com o fabricante para obter limites de temperatura). Ladrilhos de concreto polido, ladrilhos de borracha e ladrilhos de vinil podem ser colocados por um profissional experiente, mas o concreto derramado, resina derramada e pisos de cozinha em folhas de borracha e vinil devem ser deixados para profissionais.

Limpeza: concreto, cimento queimado, borracha, vinil, resina e bambu geralmente são de baixa manutenção e devem ser limpos com um pano úmido.

Quais outras orientações vocês precisam para escolher os revestimentos certos? Como vocês escolheram o revestimento de suas cozinhas?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)