Caixa d’água: como escolher o tamanho ideal?

Escrito na categoria "Construir e reformar" por André M. Coelho.

Se você estiver construindo uma nova infraestrutura em seu terreno, seja um galpão, depósito, celeiro ou outra instalação, é vital que você determine a melhor solução de sistema de abastecimento e armazenamento de água para seu novo edifício. E claro, não podemos esquecer que você precisa também de uma caixa d’água para seu lar. Mas como calcular a capacidade da caixa? Como escolher?

Qual tamanho da caixa d’água?

O primeiro passo é determinar a quantidade de água necessária para seu projeto. Para obter um guia sobre como calcular o uso de água, é preciso saber o consumo de água em sua casa. Vamos aos passos para o cálculo?

Passo 1: uso de água do banheiro

Quando você acorda de manhã, o primeiro ponto de chamada normalmente é o banheiro e o banheiro. Os hábitos e frequência de banheiro variam de acordo com a pessoa, portanto, você precisará fazer algumas estimativas para seu próprio uso e também para o uso de outras pessoas em sua casa. Aqui estão algumas estimativas de uso doméstico de água por uso:

Chuveiro: 10 a 20 litros por minuto

Banheira: 150 litros

Descarga: 3 a 6 litros

Pia: 5 litros por minuto

Passo 2: uso de água da cozinha

Depois de se aliviar, lavar as mãos e / ou tomar banho, você provavelmente vai tomar o café da manhã na cozinha. A cozinha é a outra área onde a água é obviamente consumida para cozinhar, beber e lavar as mãos e pratos.

Beber, limpar e cozinhar: 10 litros por dia por pessoa

Lavagem de mãos: 10 litros por pessoa

Passo 3: uso da água da lavanderia

A outra área onde a água é usada rotineiramente é na lavanderia. As roupas, mesmo nas famílias mais pequenas, aumentam rapidamente. Dependendo dos hábitos de roupas, fraldas (se você não gosta de descartáveis), com que regularidade os lençóis e toalhas são trocados e assim por diante, famílias pequenas podem carregar uma carga a cada um ou dois dias e famílias maiores uma a duas cargas por dia.

Máquina de lavar de carregador frontal: 80 litros por carga

Máquina de lavar de carregador superior: 100 litros por carga

Passo 4: uso de água ao ar livre

Acima, acabamos de descrever o uso de água em ambientes internos, mas e quanto ao uso em ambientes externos ao lavar animais de estimação, seu carro, encher sua piscina, uso de jardim e similares? Aqui estão alguns cálculos que você pode usar para estimar o uso de água ao ar livre.

Mangueira (jardim, superfícies): 15 litros por minuto

Sistema de gotejamento de água: 6 litros por hora

Lavagem de carros: 100-200 litros

Cão ou animal de estimação: 50 litros por lavagem

Passo 5: uso para o terreno ou imóvel

Um imóvel que tenha uso residencial gastará água de maneira diferente do que uma casa na fazenda. Da mesma forma, um escritório também terá um consumo diferente.

Na casa da fazenda, você deve incluir no cálculo alguns gastos.

Para fazendas de gado, aves, porcos, etc:

Para fazendas hortícolas

Atividades gerais da fazenda

Para o escritório, basta subtrair o consumo das atividades que não são realizadas no escritório.

Passo 6: quantos dias você fica sem água

Diferentes regiões do Brasil podem ter problemas de abastecimento de água. Você deve considerar a quantidade de dias que pode ficar sem água para que a caixa tenha o suficiente para “segurar” o consumo do imóvel pelo número de dias que você fica sem abastecimento.

Passo 7: mina e poço artesiano

Em alguns casos, você pode ter um imóvel abastecido por poço artesiano ou uma mina. É necessário avaliar qual a capacidade de vazão de ambos para abastecer seu imóvel. Se for uma mina ou poço com vazão pequena, você vai precisar de uma caixa d’água maior. Se a vazão for grande, uma caixa menor poderá atender suas necessidades, mas um reservatório maior pode ajudar a não “desperdiçar” água.

Passo 8: consumo total de água no domicílio

Agora que temos alguns números para trabalhar, você só precisa multiplicar o consumo pelo número de pessoas no imóvel. Por exemplo, se você tem um imóvel com 3 pessoas, calculando o consumo e considerando apenas 1 dia sem água por mês, uma caixa d’água de 500 litros é mais do que suficiente, pois atende mais de 80% do consumo máximo que o imóvel pode ter. Entenda o cálculo:

A partir do valor de 535, consideramos 80% do total, que dá 428 litros. Como não existe caixa d’água pronta de 428 litros, o valor mais alto mais próximo é de 500 litros. O 80% é o valor que usamos porque quando é necessário economizar água, a família vai reduzir o consumo no dia. E nem todo dia se consome a mesma quantidade. Faça o mesmo quando for calcular seu valor.

Lembre-se também que você pode usar calculadoras online para estimar a quantidade de água e o tamanho da caixa que precisará para seu imóvel.

Caixa d'água em imóvel

A caixa d’água certa para seu imóvel precisa ser calculada e escolhida corretamente. (Imagem: Agência Estadual de Notícias)

Qual melhor tipo de caixa d’água?

As caixas de água estão disponíveis em uma variedade de materiais adequados, incluindo plástico, aço galvanizado, aço inoxidável, aço, fibra de vidro e concreto.

Você precisa considerar os custos de cada um dos tipos de materiais, além das vantagens e desvantagens. Um bom engenheiro civil poderá sugerir a melhor solução para o seu projeto.

Vale dizer, no entanto, que as caixas de plástico (poli) e fibra de vidro são as mais comuns, e geralmente mais baratas, para residências tradicionais. Imóveis maiores podem encontrar nas caixas de concreto um melhor custo/benefício, enquanto imóveis comerciais podem usar caixas e aço (e suas variações).

Caixas de concreto tem mais custos de manutenção, pois precisam de renovar sua impermeabilização de tempos em tempos.

Se a água for usada para consumo humano, o material da caixa deve atender aos requisitos do padrão de água potável. Novos tanques de água às vezes podem transmitir sabores e odores específicos. Por exemplo, tanques galvanizados podem transmitir um sabor metálico quando enchidos pela primeira vez, devido à lixiviação do excesso de zinco. Novos tanques de concreto podem liberar o excesso de cal, levando a um pH alto e possivelmente a um sabor amargo. A água de outros tipos de tanques tende a ser ligeiramente ácida.

1. Caixas d’água de plástico (poli)

O tipo mais popular é a caixa de plástico ou poli, normalmente feito com o processo de rotomoldagem. As caixas e os revestimentos plásticos devem ser construídos com materiais que sejam, pelo menos, do padrão de qualidade alimentar e se a água for usada para consumo humano, o material plástico deve atender aos requisitos do padrão de água potável .

O polietileno (poli) não é corrosivo para uma longa vida. O polietileno não enferruja nem sofre corrosão, como acontece com a caixas de água de metal durante sua vida útil.

As caixas poli são leves e fáceis de manusear – nenhum equipamento pesado é necessário.

As caixas de poli são feitos em uma única peça. Eles não têm juntas ou costuras onde parte do tanque foi soldada e nenhum selante é usado para unir qualquer parte da caixa.

As caixas poli água são fabricadas com materiais que cumprem a norma de transmissão de luz que inibe o crescimento de algas. A transmissão de luz é um problema potencial que os tanques de fibra de vidro também precisam resolver.

As caixas de poliuretano devem conter proteção contra raios ultravioleta de longo prazo.

Caixas de polietileno podem ser reciclados no final de sua vida útil. O plástico reciclado não pode fazer tanques de água porque os regulamentos de água potável apenas permitem o uso de plásticos virgens. No entanto, existem muitas outras aplicações de produtos para plástico reciclado. O plástico reciclado pode ter uma nova proteção contra o sol e o calor adicionada e continuar a desfrutar de outra vida longa.

2. Caixas d’água com revestimento de aço

Caixas de revestimento de aço são tanques de aço que possuem um revestimento de poliéster que retém a água na caixa. O benefício do revestimento é que evita que a água entre em contato com as paredes galvanizadas evitando a corrosão, e o revestimento é ideal para armazenamento de água potável. O material deve atender aos requisitos do padrão de água potável se a água for usada para consumo humano.

Os principais benefícios das caixas de revestimento de aço são o revestimento e sua capacidade de reter água, e a estrutura de aço modular que permite que caixas muito grandes sejam montadas no local, o que é mais acessível do que caixas de concreto de tamanho semelhante.

Essas caixas são feitos de materiais galvanizados ou materiais proprietários. Os benefícios do tanque de material proprietário é normalmente que ele tem um custo um pouco menor, porém para proteção eficaz contra corrosão, ele deve ter um ânodo de sacrifício. Este ânodo deve ser substituído a cada 5 anos.

A caixa galvanizada é totalmente galvanizado com todas as paredes, treliças e acessórios de material totalmente compatíveis. Paredes galvanizadas são mais resistentes à corrosão em uma aplicação em tanque e não há necessidade de ânodo de sacrifício.

3. Caixas d’água de aço

A proteção contra corrosão com essas caixas era limitada e, portanto, a vida útil da caixa era relativamente curta. Este é especialmente o caso sem proteção contra corrosão adicional, como materiais proprietários. O aço galvanizado tem uma resistência à corrosão muito menor do que o polietileno e, portanto, a mudança para caixas poli nos últimos anos.

A outra inovação foi a introdução de caixas de aço com revestimento de poliéster.

Se houver contato direto com a água no tanque e com a parede de zinco, isso pode vazar para o tanque e às vezes pode afetar o sabor da água da chuva armazenada, mas não é um risco para a saúde. De preferência, as caixas de água galvanizados devem ser lavados antes do uso.

O principal material em caixas de aço é o aço galvanizado. O processo de galvanização envolve a aplicação ao metal de um revestimento à base de zinco. Essas chapas galvanizadas são então soldadas ou unidas por um selante de silicone. A solda é feita de uma mistura de chumbo e estanho que é derretida com um ferro quente e aplicada a uma junta. O selante de silicone deve ser amplamente testado para garantir que a caixa seja à prova d’água.

O aço revestido de plástico é um produto especificamente projetado para caixas de água. O produto tem uma superfície ou revestimento de polímero de grau alimentício unido ao material base de aço galvanizado. Observe que o material polimérico usado no aço revestido de plástico não é resistente à longa exposição à luz solar, de modo que a superfície interna da caixa requer uma tampa superior que o proteja do sol o tempo todo. Produtos químicos normalmente usados ​​como larvicidas de mosquito podem causar a deterioração do revestimento de polímero.

Ao limpar a caixa, o revestimento de polímero não deve ser danificado, pois isso irá expor a caixa à corrosão. Se o revestimento estiver danificado, deve ser reparado imediatamente.

O aço usado na fabricação de caixas d’água normalmente tem garantia de 20 anos. O produto fabricado (a caixa d’água) geralmente tem garantia de 10 anos. Isso ocorre porque as junções são as áreas de maior risco de falha. Você deve ler a garantia completamente. A maioria das instalações de tanques de aço exige laje de concreto, com no mínimo 100 mm de espessura com reforço de aço, caso contrário, a garantia será anulada.

4. Caixas d’água de aço inoxidável

O aço inoxidável também pode ser usado para fabricar caixas de água. Este material não sofre com os problemas de ferrugem ou corrosão de tanques de aço típicos. No entanto, o custo do aço inoxidável é significativamente maior do que as caixas normais de aço revestido e significativamente mais caro do que as caixas de plástico. Os tanques de aço inoxidável ainda precisam de uma costura, onde as chapas são unidas.

5. Caixas d’água de concreto

Caixas de água de concreto e caixas de água de ferro-cimento são muito fortes e duráveis. Eles são muito pesados ​​e difíceis de manusear. Caixas de água de concreto são mais frequentemente instalados no subsolo, porém caixas menores estão disponíveis para a superfície.

Novas caixas de água de concreto freqüentemente transmitem sabores e podem lixiviar cal, aumentando assim o pH da água. Consequentemente, essas caixas de água de concreto podem precisar ser enxaguados antes do uso.

Caixas de concreto podem ser entregues completos para caixas de água de concreto de pequeno ou médio porte ou despejados no local para caixas de água de concreto de médio e grande porte.

Caixas de água de concreto entregues no local em uma forma completa são retirados do caminhão e colocados em uma base de areia preparada. Esses tanques às vezes são em um a três peças. As seções de concreto são seladas principalmente com um anel de vedação de borracha ou sintético ou alguma forma de selante. O selante é então aplicado no interior da caixa na junção para impedir o vazamento de água.

Caixas de água de concreto geralmente são os mais baratos para uma solução subterrânea. Elas são ideais para essa finalidade porque podem ser cobertos com tampas de suporte de carga e podem caber sob entradas de automóveis ou outras estruturas.

Rachaduras e vazamentos são uma das queixas mais comuns sofridas por caixas de concreto. Enquanto a caixa puder ser drenada, as rachaduras podem ser reparadas. Em alguns casos graves, é necessário um revestimento de plástico, o que pode ser muito caro.

O padrão para caixas de concreto permite uma certa quantidade de vazamento, enquanto o padrão para tanques de plástico não permite nenhum vazamento.

6. Caixas d’água de fibra de vidro

Caixas de fibra de vidro (ou plástico reforçado com fibra de vidro GFRP) estão disponíveis para armazenar água. Essas caixas devem ser fabricadas com um revestimento de grau alimentício em sua superfície interna. O revestimento é curado antes que as caixas sejam colocadas à venda.

Uma vantagem da fibra de vidro é que ela é muito rígida. Isso significa que as paredes do tanque podem ser relativamente finas para controlar a pressão da água. No entanto, a desvantagem desse material muito rígido é que ele pode tender a ser quebradiço por natureza, estando sujeito a rachaduras e vazamentos.

A maioria das caixas de fibra de vidro tem uma resina, que é misturada com um catalisador ou endurecedor, junto com fibras de vidro (reforço) pulverizadas em um molde por um operador. O processo depende da habilidade do indivíduo. Como resultado, o processo pode resultar na variação de caixa para caixa.

Caixas de água de fibra de vidro permitem a entrada de mais luz do que outros tipos de tanques, o que estimula o crescimento de algas. Para evitar isso, os tanques devem ser fechados com uma cobertura preta por dentro ou pintados por fora. Alguns tanques são fabricados com pigmento suficiente para evitar que esse problema ocorra.

Qual o preço de uma caixa d’água?

As caixas básicas de 500 litros custam uma média de 25% do salário mínimo vigente, com as de 1000 litros custando cerca do dobro. Estes são os custos para caixas de poli e fibra de vidro.

Caixas d’água de aço de 500 litros custam de acordo com o projeto ou uma média entre 1,5 e 2 vezes o valor do salário mínimo.

Caixas d’água de concreto são geralmente feitas sob medida. O custo varia pelo tamanho da caixa, material, e mão de obra. O valor varia entre 5% e 10% do salário mínimo por litro de água que a caixa d’água de concreto deve comportar.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

A mãe de André sempre gostou de fazer reformas na casa que tem em um sítio. André aprendeu com ela, e quando comprou seu apartamento, começou a projetar, reformar, e adaptar diversas coisas que não gostava. Como síndico do prédio, convenceu os moradores a trocar a rede elétrica da década de 70, trocar os extintores por modelos mais seguros, e adaptar as escadas do prédio com corrimões mais seguros. Hoje está com um projeto de um imóvel na zona rural, compartilhando no site 2 Quartos tudo que vai aprendendo sobre reformas, construção, e mercado imobiliário.

Deixe um comentário