Seu chuveiro elétrico pode ser cortado de vez em quando durante o uso. Não há necessidade de entrar em pânico sempre que isso acontece, porque, para você saber, isso não é sempre uma falha elétrica. E, é muito fácil de corrigir. Primeiro, você precisa saber por que o chuveiro elétrico é interrompido.

Chuveiro desarmando ou desligando: identificando as causas

O chuveiro elétrico corta quando a água fica em excesso no aquecedor, resultando em problemas que interrompem seu banho quente. Outra razão pela qual isso pode estar acontecendo no seu chuveiro elétrico é que o corte térmico foi acionado. Este corte é também conhecido como o “disjuntor desarmando”.

Depósitos de calcário podem causar desligamentos

Essa é uma das causas mais comuns do corte do chuveiro elétrico e ocorre quando a água permanece no aquecedor por muito tempo. O calcário acumula e obstrui o chuveiro, resultando em cortes de energia, que são irritantes sempre que ocorrem.

Para corrigir esse problema, é necessário obter um agente descalcificante e limpar completamente o chuveiro para se livrar do calcário. Em última instância, pode ser necessário trocar o chuveiro que está “entupindo” com o calcário. E para que isso não se repita, usar um filtro na água da sua casa para remover o excesso de calcário.

Se isso não eliminar o problema, será necessário solucionar problemas para outras causas possíveis, que incluem baixa pressão e um corte térmico do disjuntor sendo acionado.

Chuveiro que desliga sozinho

Quando seu chuveiro está desligando sozinho, identifique as possíveis causas para não ter mais problemas. (Foto: Shutterstock)

A chave do chuveiro esta caindo

O corte térmico é acionado sempre que houver uma falha elétrica, como fios soltos e um aumento de cargas elétricas. Você pode corrigir esse problema simplesmente ligando o disjuntor novamente. Isso geralmente ocorre por um mau dimensionamento da rede elétrica.

Um disjuntor aguenta uma certa quantidade de amperes, também chamado de corrente. Quando você está usando aparelhos que “puxam” mais corrente do que o disjuntor permite, ele começa a superaquecer. Para evitar um curto ou um incêndio, ele desarma, protegendo sua rede elétrica.

Geralmente, as casas no Brasil são construídas sem preocupação com o dimensionamento dos aparelhos elétricos. Eletricistas ou até mesmo pedreiros instalam apenas um disjuntor de 30 ou 40 amperes e todos os aparelhos são ligados neste disjuntor. Acontece que chuveiros, assim como microondas e secadores, “puxam” muita corrente.

Você pode tomar banhos mais frios, menos demorados, ou desligar mais componentes elétricos enquanto toma banho. Mas se quer resolver o problema de forma definitiva, há opções melhores.

Disjuntor desarma chuveiro: a solução definitiva

Pegue um chuveiro qualquer e você vai ver alguns números impressos nele. Entender o que eles significam ajudará a solucionar o problema em definitivo.

40A: esta é a amperagem do chuveiro. É o mínimo que um disjuntor precisa para um chuveiro funcionar. Um chuveiro precisa de um circuito (disjuntor) apenas para ele. Ou seja, o cabo deve ir direto do disjuntor apenas e somente para o chuveiro.

6 mm²: esta é a espessura mínima do fio que vai ser ligado ao chuveiro. Dependendo da distância para o disjuntor, o fio pode ter de ser mais grosso. Modelos 220 v ou 127 v podem ter diferentes espessuras. Usar um fio mais fino resultará em superaquecimento dos cabos, e você vai derreter conduítes, conectores, e mais.

8 AWG: esta é uma sigla para Americam Wire Gauge. É um padrão que determina a bitola dos fios elétricos para o chuveiro, entre outras especificações que o fio deve também atender. É basicamente o mesmo que o valor acima, mas com tamanho um pouco diferente.

10 kPA (1 mca): kPA é a sigla de Kilopascal, uma unidade de pressão. Mca é sigla para metros de coluna d’água. Ambos são medidas da pressão mínima do encanamento para que o chuveiro funcione.

Para que seu chuveiro pare de desarmar, ele tem de atender estas especificações. Pode ser necessário um projeto elétrico e adicionar um disjuntor. Em muitos lugares, pode ser necessário também alterar a carga que chega em sua residência. Ou até pressurizar a água de sua residência. Neste caso, a solução é um pouco diferente.

Pressão da água no chuveiro

Uma queda na pressão da água no chuveiro elétrico pode resultar em cortes. É uma ocorrência comum, especialmente se você estiver morando nos andares superiores de um edifício de vários andares ou se estiver usando uma fonte de água compartilhada. A pressão mínima recomendada de água em um chuveiro elétrico está especificada no modelo.

Sempre que a pressão cai abaixo desses mínimos, o chuveiro é interrompido porque o aquecedor está recebendo menos água do que deveria. Corrigir esse problema exige que você instale uma bomba de chuveiro. Isso ajudará bastante a melhorar o desempenho do chuveiro elétrico. A bomba pode ser instalada apenas no chuveiro ou ser usada no encanamento da casa.

Na próxima vez que ocorrer um corte no chuveiro elétrico, mantenha a calma e solucione problemas para determinar se é a pressão, o corte térmico ou o calcário que está causando o problema. Depois de descobrir qual é a causa, aplique a correção apropriada e volte a desfrutar de seus banhos quentes.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)