As telhas coloniais são muito populares, pois criam uma aparência mediterrânea atraente, com um visual clássico. Elas são duráveis ​​e leves, tornando-os ideais para certos telhados, e oferecem melhor isolamento quando comparados a materiais similares, como ladrilhos de cerâmica. Ao instalar telhas de barro em um telhado colonial, escolher o tamanho certo, a cor e o método de instalação, que depende do tipo de telha de barro, são fatores importantes.

Como fazer telhado colonial: a inclinação

As telhas de barro e cerâmica do estilo colonial funcionam bem em telhados com declives superiores a 20 graus. À medida que a inclinação aumenta, aumenta a estética da telha, tornando-a ideal para telhados tipo colonial (também chamado catedral). Antes de começar, certifique-se de que a superfície esteja nivelada; Se não estiver, aplique argamassa ou um produto fino para nivelar a superfície.

Como montar telhado colonial: o forro

Uma das considerações mais importantes para a instalação de telha de barro é ter um ótimo forro de cobertura. O material usado abaixo da telha de barro é um fator crítico que afetará a durabilidade da telha. Normalmente, o forro é feito de material de cobertura saturado de asfalto cobrindo toda a área abaixo da cobertura das telhas. Assegure-se de que esteja corretamente conectada ou instalada, ou você pode acabar com os blocos superpostos rapidamente. Instale uma camada extra perto da borda do telhado e nos declives para proteger ainda mais a superfície. Outra opção é preencher todo o espaço do forro com uma camada de manta de alumínio. Isso ajudara para melhorar o conforto térmico. Uma camada de um isolante térmico adicional, como isopor, lã de vidro, lá de pedra ou poliestireno ainda pode ser usada para melhorar ainda mais o conforto.

Escolhendo a telha para o telhado colonial

Escolha telhas de cerâmica com base no clima de sua área geográfica, pois eles são fabricados para suportar diferentes condições ambientais. O tipo mais comum de telhas de barro inclui:

Ardósia: seções retangulares finas de rocha que vem em tamanhos e espessuras variados.

Lisos: pequenas seções retangulares de cerâmica com um acabamento superficial liso ou lixado.

Em S: de cerâmica, com um perfil em forma de “S”.

Telhas romanas: similar às telhas em S, mas com uma seção transversal que é plana.

Telhas coloniais

A telha colonial tem diversos formatos, mas sua estrutura básica de montagem no telhado é a mesma para a maioria das construções. (Foto: disteltelhas.com.br)

Armação de telhado colonial

A armação deve ser feita seguindo ás instruções de um engenheiro para o projeto. Não conte apenas com um pedreiro ou mestre de obras para os cálculos, e invista em um projeto de engenharia. Ele fará um trabalho responsável e realizará cálculos que serão necessários para poupar dinheiro e evitar problemas com o telhado mais tarde. É importante isso pois ele também dimensionará as calhas do telhado para que elas comportem a quantidade correta de água que pode cair no seu telhado.

A estrutura base de um telhado colonial é feito de madeira maciça. Em cada região, essa madeira pode variar de nome e tipo. Por exemplo, em Minas Gerais é comum o uso do Angelim Pedra para essa estrutura de vigas e colunas. As vigas e colunas devem respeitar um espaçamento máximo para suportar o peso do telhado, além do dimensionamento das colunas para o suporte do peso.

A estrutura de suporte para as telhas pode ser feita com ripas ou com placas de madeira leve. As placas são mais apropriadas, com a aplicação das ripas por cima, para poder dar suporte ao forro que dará o melhor conforto térmico.

Depois de instalar o forro, é hora de instalar a impermeabilização em torno de chaminés, conduítes, aberturas e onde o teto encontra uma parede vertical. Recomenda-se uma impermeabilização resistente, tanto antes da instalação do telhado quanto no forro. No forro, faça uma primeira impermeabilização com manta asfáltica, silicone ou outro produto líquido. Teste para vazamentos. Após instalar as telhas, use uma cobertura de metal ao redor dessa proteção, em cima de uma nova manta asfáltica ou impermeabilização líquida. Cuidado na aplicação de mantas, pois ela deve colar as superfícies. Lembre-se também de direcionar a água para o redor da parte protegida, ou poderá se acumular.

Para instalar as telhas coloniais:

  • Posicione a primeira telha no suporte mais inferior da inclinação à esquerda, com o encaixe em esquadro no espaço.
  • Firme a primeira telha com um adesivo ou argamassa para fornecer suporte adicional.
  • Instale outra telha no encaixe do primeiro. Meça a partir da extremidade externa e ajuste o final da segura telha.
  • Fixe a segunda telha da mesma maneira que você instalou o primeiro.
  • Continue seguindo os passos até fazer completamente a primeira carreira de telhas superiores.
  • Se sobrar espaço no final da carreira, não preencha ainda.
  • Comece a segunda carreira em cima, e vá encaixando as telhas. Não é necessário argamassa ou adesivo, a não ser que o fabricante da sua telha exija para o modelo.
  • Ao chegar na carreira superior, fixe com argamassa e adesivo de forma permanente.
  • Instale as telhas da cumeeira ou use o rufo metálico com o adesivo e fixação apropriados.
  • Instale as calhas.
  • Faça um teste com uma mangueira para verificar se há algum vazamento no telhado ou nas calhas

Argamassa nas telhas comerciais

Use uma argamassa de consistência média para que seja fácil de manusear e aplicar. Instale a argamassa na extremidade externa da camada superior embalando-a sob a borda externa da telha para preencher a lacuna na telha e no sarrafo. Alise com a espátula. Continue adicionando argamassa ao longo das bordas inferiores dos cumeeiros de cada lado. Instale a argamassa na extremidade externa da telha na extremidade oposta da aresta e aplique o suficiente onde as arestas se encontram no ponto central da aresta. Coloque um cume de chave no centro do cume e remova o excesso de argamassa com a espátula.

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários suas perguntas para que possamos ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)