O cão de guarda é um cão criado e treinado especialmente para proteger e garantir a segurança de famílias e indivíduos. As raças de cães de guarda que melhor foram adaptadas para esta finalidade ao longo dos anos desenvolveram certos comportamentos e personalidades que os destacam perante as outras na questão de análise de risco e garantia de que eles não irão oferecer riscos à segurança de quem estão protegendo. Dois desses aspectos merecem destaque: o cão deve ser capaz de guardar o que precisa ser guardado, e o cão deve reconhecer suas limitações. Dessa forma, ele poderá executar seu trabalho corretamente, sem colocar a si mesmo ou outros sob risco.

Tipos de cães de guarda

Todos os cães são capazes de proteger, já que é um instinto nato de todas as raças de cães. Como eles fazem essa proteção é o que separa uma raça da outra, e os cães de guarda são especializados nessa tarefa. Eles podem ser divididos em 6 categorias

  • Cães de ataque
  • Cães de proteção de propriedade comercial
  • Cães de segurança privada
  • Cães militares
  • Cães de segurança familiar
  • Cães sentinelas ou para pecuária

Qual o melhor cão de guarda?

Você vai querer um cão que seja leal, calmo, e que saiba analisar situações de risco. Muitos acham que cães de guarda bons são aqueles que sabem latir alto ou que rosnam para pessoas estranhas. Na verdade, esse é um péssimo sinal da personalidade do cão de guarda, principalmente quando ele continua com o comportamento mesmo após o dono dar algum comando de parada. Lembre-se: um cão de guarda sabe analisar situações de risco real antes de tomar qualquer atitude.

Todo cão de guarda precisa passar por um adestrador profissional, ou sua família, amigos, ou colaboradores no ambiente de trabalho correm sérios riscos.

Para ajudar na escolha de uma boa raça de cão de guarda, temos algumas sugestões das melhores, diretamente de adestradores e profissionais do ramo de segurança.

Raças de cães de guarda

O Doberman é um dos cães de guarda mais confiáveis e eficientes, pois tem um temperamento estável e é de treinamento fácil. (Foto: www.cesarsway.com)

Cães de guarda de porte médio: Rottweler

Considerado o melhor cão de guarda do mundo, possuem um instinto natural de proteção e vigilância. Suas origens como cão de guarda vem já da Roma antiga, e desde a Primeira Guerra eles vem sendo usados como cães de polícia. São amplamente usados como cães em operações de busca e salvamento, como cães guia para cegos, cães policiais, cães de guarda, e como cães militares.

As principais características da raça englobam a força, coragem, e imponência. Seu peso de até 60 kg pode facilmente derrubar oponentes maiores. Sua inteligência o torna capaz de aprender rapidamente, e o torna um cão extremamente obediente.

O adestramento e socialização adequados do cão são necessários para garantir que ele não se torne agressivo, principalmente para garantir que ele não machuque animais menores.

Cuidados importantes com o Rottweiler estão a prática de exercícios físicos e a escovação dos pelos, já que a raça tem uma tendência a perder muitos pelos.

Seu médio porte mantém seus custos de manutenção em uma melhor relação entre custo/benefício, ao mesmo tempo em que o Rottweiler provoca uma imponência muito maior do que outras raças de cães de grande porte ou porte gigante. Além disso, por ser de porte médio, a raça também carrega menos problemas de saúde, tendo uma excelente resistência.

Cão de guarda ideal: Pastor Alemão

Se o Rottweiler é o cão de guarda ideal para se impor, o Pastor Alemão é o cão de guarda ideal para qualquer outra finalidade, principalmente pela facilidade em encontrar adestradores capacitados para o treinamento. O Pastor Alemão foi originalmente criado para pastorear ovelhas, o que fez dele um excelente cão de guarda. É naturalmente uma raça que é forte e rápida, altamente inteligente, e naturalmente protetora, muito fácil de ser treinada.

Não é a toa que os pastores alemães são a raça preferida para muitos tipos diferentes de trabalho, estando entre as raças mais populares de cães e entre as raças mais inteligentes.

Novamente, é necessária a socialização e treinamento apropriado para que o cão não se torne agressivo, pois pode se tornar excessivamente protetor se não receber formação de obediência precocemente.

Cães de guarda dóceis: Doberman Pinscher

O Doberman é uma das raças mais comuns de cães, o que faz dele um grande protetor da família. São conhecidos por sua inteligência, prontidão, e companheirismo. Dobermans intimidam mesmo com seu porte mais esguio, e afastam intrusos com facilidade.

São cães de fácil treinamento e manutenção. Entra nessa lista como uma opção ao Rottweiler para quem quer ter um cão que possa entrar dentro da casa, já que seu pelo curto não se espalha tanto pela residência.

Dobermans também são cães muito ativos, e precisam de exercícios físicos constantes para não se tornarem irritadiços. Seu treinamento de obediência é mais extenso, mas dura pelo resto da vida.

Cão de guarda de pequeno porte: Pinscher miniatura

O Pinscher Miniatura tem uma fração do tamanho do Doberman, com diferentes numerações e proporções, mas é tão destemido quanto a raça da qual se originou. Pinschers são constantemente ativos e alertas, afastando intrusos através de latidos altos, que acordam toda a vizinhança.

O cuidado que se deve tomar ao treinar um Pinscher para cão de guarda é que pelo seu porte menor, os donos tendem a assumir uma postura de proteção ao cão, como se ele fosse delicado. Isso pode gerar certos comportamentos indesejados, e deixar o cão superprotetor e violento. Novamente, a importância do treinamento é válida aqui.

Vale lembrar também que o Pinscher miniatura é mais um cão de aviso (através dos latidos) do que guarda, em si, pois ele não tem porte físico suficiente para causar um grande estrago em adversários maiores.

Combine mais de um sistema de segurança

O ideal, sempre, é ter mais de um sistema de segurança em sua residência, combinando seu cão de guarda com alarmes, cercas elétricas, fechaduras mais resistentes, câmeras e vigilância 24 horas. Com essa combinação, garantimos que você terá bem menos preocupações.

Você tem um cão de guarda? Como foi o treinamento dele? Ele se tornou um cão obediente? Já teve alguma situação em que ele afastou intrusos da sua residência?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)